Greenpeace volta atacar Nintendo

É companhia de electrónica mais poluente.

Como vem sendo habitual, todos os anos a Greenpeace elabora um relatório anual que revela as empresas que estão mais consciencializadas com o cuidado com o meio ambiente, e mais uma vez a Nintendo aparece na lista negra como a companhia mais poluente no processo de desenvolvimento dos seus produtos.

Na análise pode-se encontrar as 18 marcas mais destacadas do momento no âmbito dos computadores, telemóveis, fabrico de televisores e videojogos. O estudo centra-se na análise de toxicidade dos produtos empregues por estas empresas, assim como as suas políticas de reciclagem para fazer frente a uma iminente mudança de clima.

Com uma classificação de 1.8 em 10 e definida como uma empresa que continua a ser um zero no que diz respeito à reciclagem, a Nintendo fica bem lá no fundo de uma lista liderada pela Nokia, marca que alcança uma nota de 7.5.

No que diz respeito ao sector dos videojogos, a Microsoft consegue ficar no 17º lugar conseguido mais 0.1 pontos que a Nintendo. A Sony pelo contrário consegue um honroso 6º lugar com uma classificação de 5.1, sendo definida como uma companhia relativamente boa no que toca à utilização de produtos químicos, embora ainda precise de algum tempo para eliminar alguns produtos tóxicos dos seus componentes.

1

Salta para os comentários (17)

Sobre o Autor

Luís Alves

Luís Alves

Colaborador

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (17)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários