Activision Blizzard promove lançamentos

Call of Duty: Black Ops protegido em Lisboa.

O convite era auspicioso, prometendo um "evento impróprio para cardíacos", no qual a Activision Blizzard apresentaria a jornalistas e retalhistas o catálogo de lançamentos até ao fim de 2010. E, se a descrição não deixa de parecer, vista em perspectiva, algo hiperbólica, foi certamente de uma forma inovadora que a gigante norte-americana mostrou, na passada sexta-feira, os seus trunfos para o resto do ano: num evento a bordo de uma fragata, em Almada, numa colaboração sem precedentes com a marinha portuguesa.

O encontro começou ao início da tarde, no Terreiro do Paço, em Lisboa. Poucos sabiam quaisquer detalhes sobre o que se seguiria, e entre os presentes notava-se um misto entre excitação e nervosismo. O itinerário começou a desvendar-se quando todos foram convidados a entrar num barco da marinha portuguesa, mas o destino permanecia incerto. A viagem de cerca de vinte minutos acabaria por levar o grupo à margem oposta do Tejo, mais propriamente à Escola Naval, em Almada, onde o evento decorreria no interior do recém-adquirido N.R.P. D. Francisco de Almeida.

A apresentação, conduzida por Arnaud Doudard, director de mercados emergentes da Activision Blizzard, foi parca em novidades, funcionando antes como consolidação e suma de detalhes anteriormente divulgados. "Fazemos jogos para todos", lançou Doudard, após um vídeo introdutório que serviu como sumário dos vários jogos que seriam apresentados em seguida, destacando o ecletismo das apostas – que vão dos jogos para crianças aos simuladores militares – como uma das imagens de marca da Activision Blizzard, sem esquecer o acordo de distribuição firmado este ano com a Bungie (para o "próximo grande universo" da produtora), a empresa responsável pela série Halo.

1
As armas estavam super protegidas.

A partir daí, surgiram os jogos. O recém-lançado DJ Hero 2 foi o primeiro a ter honras de apresentação. Arnaud Doudard falou – num instante que se repetiria mais que uma vez ao longo da apresentação – do sucesso de vendas do antecessor, relevando em particular o exemplo do mercado português, e destacou a importância estratégica de colaborações com DJs como Tiesto ou David Guetta na hora de promover o videojogo. Seguiu-se o universo Star Wars, com Force Unleashed 2, que será lançado esta semana em todas as plataformas excepto PSP. Um sistema de controlo refinado relativamente ao desapontante (mas enormemente rentável) primeiro jogo e a introdução de grandes bosses foram algumas das novidades apontadas.

A dupla aposta no filão James Bond, com o remake de Goldeneye, lançado para a velhinha Nintendo 64 em 1997 – com uma representação virtual de Daniel Craig a causar estranheza ao substituir a do então Bond Pierce Brosnan –, e o novo Bloodstone (ambos com lançamento previsto para 5 de Novembro), marcou a parte seguinte da apresentação, antecedendo Tony Hawk: Shred, o jogo com o qual a Activision Blizzard espera recuperar alguma da estima perdida com as últimas entradas da série. Num momento que não primou pela subtileza ("big fat kids" foi a expressão utilizada), Doudard assegurou os presentes de que os problemas verificados com a prancha periférica de Tony Hawk: Ride (como as avarias causadas pela sobrecarga de peso) foram completamente ultrapassados com recurso a testes extensivos com adolescentes norte-americanos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Metro Exodus - Quais as melhores armas do jogo?

Explicamos-te ainda como personalizar e limpar as tuas armas.

Metro Exodus - Todas as localizações dos Postais

Descobre a localização dos 21 postais em Metro Exodus.

Metro Exodus - Onde procurar todos os Diários

Onde encontrar as 71 páginas de Diário em Metro Exodus.

Comentários (5)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários