Kameo não deveria ter sido lançado

Rare: "Deveríamos ter começado de novo"

Um dos títulos de lançamento da Xbox 360 foi, Kameo: Elements of Power, da Rare, um jogo altamente desejado na sua altura.

Mas de acord com o director criativo da Rare, e do Kameo, George Andreas, o jogo nunca deveria ter saído como o resultado final, mas sim deveria ter sido produzido desde o zero.

Andreas comenta, em entrevista à Edge, "Começou como um projecto para a GameCube, e foi na realidade uma das demos da E3, em conjunto com o hardware. E então saltamos da GameCube para a Xbox. Mudamos a nossa direcção devido à audiência que queríamos atingir".

Andreas continua, "Chamamos a Kameo de um elfo, mas ela era uma fada. Tentámos disfarçar isso muitas vezes, mas na realidade não funcionou. Era um jogo com uma fada para um audiência que gostava de matar e disparar sobre coisas. Olhando para trás, provavelmente teria sido melhor desfazer-nos de tudo e começar de novo".

Em termos históricos os estúdios da Rare têm um portefólio invejável, com produções tais como o original GoldenEye 007, Banjo Kazooie, Perfect Dark e Donkey Kong 64, tudo para a Nintendo.

O mais recente projecto da Rare, agora debaixo da Microsoft, é o jogo Kinect Sports para a Xbox 360,. que será lançado em conjunto com o Kinect a 10 de Novembro.

Salta para os comentários (7)

Sobre o Autor

Jorge Soares

Jorge Soares

EG.pt Master of Puppets  |  eurogamerpt

Sempre ocupado e cheio de trabalho, é ele quem comanda e gere a Eurogamer Portugal. Queixa-se que raramente arranja tempo para jogar, mas quando está mesmo interessado num jogo, lá consegue arranjar uns minutos. Tem mau perder e arranja sempre alguma desculpa para a sua derrota, mas no fundo, é o que todos fazemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (7)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários