"Need For Speed estava numa situação dramática"

Black Box estava na "marcha da morte".

Need for Speed foi um jogo de extremo sucesso nos fins dos anos noventa, sucesso esse que fez com que os fãs continuassem a seguir a série, e claro a comprar.

Need for Speed também sempre foi um jogo que seguia a tendência da indústria, mas nem sempre da melhor forma.

Numa recente conferência Bank of America Merrill Lynch 2010 Media, Communications & Entertainment, em Newport Beach na Califórnia, o CEO companhia, John Riccitiello, reconhece que nem sempre as coisas correram bem na série Need for Speed, principalmente por ser um jogo que tinha que sair todos os anos.

Riccitiello fala sobre quando entrou na indústria, em 1997, que NFS era uma série vencedora, mas que devido à política da EA, um dos estúdios que saiu prejudicado foi a Black Box, onde ele afirma que estavam num tipo "marcha da morte".

Riccitiello vai ainda mais longe dizendo, "Deveríamos ter um ciclo de vida para o jogo a cada dois anos, mas não foi isso que fizemos. E claro a qualidade teve que descer dramaticamente".

Mas o futuro parece promissor, com o novo título, Need for Speed Hot Pursuit, em produção pela Criterion quase a sair, o qual, de acordo com Riccitiello, teve um ciclo de produção de dois anos.

Salta para os comentários (12)

Sobre o Autor

Jorge Soares

Jorge Soares

EG.pt Master of Puppets

Sempre ocupado e cheio de trabalho, é ele quem comanda e gere a Eurogamer Portugal. Queixa-se que raramente arranja tempo para jogar, mas quando está mesmo interessado num jogo, lá consegue arranjar uns minutos. Tem mau perder e arranja sempre alguma desculpa para a sua derrota, mas no fundo, é o que todos fazemos.

Conteúdos relacionados

Também no site...

Comentários (12)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários