Memória das consolas dificulta Bulletstorm

People Can Fly garante igualdade no visual.

A produtora de Bulletstorm, People Can Fly, teve dificuldades em portar o seu jogo do PC para as consolas devido à falta de memórias das mesmas.

"Isso é a coisa mais engraçada. Não é com o poder das consolas que estamos a lutar - é a memória. E não interessa se é a PS3 ou 360. Temos tanto conteúdo, que estamos a lutar para meter tudo lá dentro - tipo metade da memória de um giga" disse Adrian Chmielarz, Presidente do estúdio, ao CVG.

"Representamos a Epic e o Unreal Engine com este jogo, então é melhor ficarmos à altura disso, certo? É melhor fazermos algo fixe com o visual. Algumas vezes, quando queremos atingir uma marca, puxamos a PS3, outras vezes é a 360, outras é o PC. É uma mistura de tudo."

Adrian Chmielarz disse na mesma entrevista que o jogo terá visuais iguais em todas as plataformas. Dito isto, podem ficar descansados em relação aos ports.

Bulletstorm chega em 22 de Fevereiro do próximo ano.

Publicidade

Salta para os comentários (28)

Sobre o Autor

Jorge Loureiro

Jorge Loureiro

Editor

É o editor do Eurogamer Portugal e supervisiona todos os conteúdos publicados diariamente, mas faz um pouco de tudo, desde notícias, análises a vídeos para o nosso canal do Youtube. Gosta de experimentar todo o tipo de jogos, mas prefere acção, mundos abertos e jogos online com longa longevidade.

Conteúdos relacionados

PS5 imaginada por fã e renderizada em 3D

A Sony não revela a consola e os jogadores vão criando as suas versões.

Quão grande é a Xbox Series X comparativamente às outras consolas?

É muito mais larga do que qualquer outra consola.

Também no site...

Comentários (28)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!

Ignora piores comentários
Ordenar
Comentários