Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Adiamento de Battlefield 2042 mexeu com as ações da EA

Mercado reagiu com pânico ao rumor.

A EA e a DICE anunciaram oficialmente que Battlefield 2042 foi adiado algumas semanas, mas isso não impediu o mercado de entrar em pânico nas horas antes do anúncio oficialmente devido a receios do adiamento para 2022.

No ano dos adiamentos, muitos recearam que o jogo da DICE chegaria somente em 2022 e de acordo com o MarketWatch, o valor das ações da EA desceu 7% logo após o rumor começar a circular, sem sequer dar possibilidade à companhia de efetuar um anúncio oficial. O impacto da queda e dos valores envolvidos foi tão significativo que Jeff Grubb, fonte original do rumor, viu-se forçado a esclarecer que não é dono de ações da EA e não pode ser devido às políticas da companhia onde trabalha.

No entanto, quando foi anunciado oficialmente que Battlefield 2042 foi adiado de 22 de outubro para 19 de novembro, o pânico desapareceu e o valor das ações começou a subir, conseguindo recuperar 3% em relação ao valor do dia anterior.

Na mensagem sobre o adiamento, a DICE escreveu que "a construção da próxima geração de Battlefield durante uma pandemia global criou desafios imprevistos para as nossas equipas de desenvolvimento. Dada a escala e o alcance do jogo, esperávamos que as nossas equipas estivessem de volta juntas nos nossos estúdios à medida que avançamos para o lançamento. Com as condições atuais a não permitir que isso aconteça em segurança, e com todo o trabalho árduo que as equipas estão a fazer a partir de casa, sentimos que é importante tirar o tempo extra para concretizar a nossa visão de Battlefield 2042 para os nossos jogadores."

O impacto no valor das ações causado por um simples rumor é algo que poderá deixar muitos surpreendidos, mas revela bem como a especulação pode criar efeitos intensos nas companhias que tentam gerir estes comunicados da melhor forma.

Sobre o Autor
Bruno Galvão avatar

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Comentários