Skip to main content

Activision volta a atacar a "hipócrita" PlayStation

Acusa-a de tentar estragar um bom negócio.

Após a conferência de Brad Smith da Microsoft sobre a compra da Activision Blizzard, a companhia que procura ser comprada manifestou-se novamente contra a postura da Sony e voltou a tecer fortes críticas.

Em simultâneo, o Axios Gaming publicou a sua entrevista com Lulu Cheng Meservey, que voltou a criticar a PlayStation e afirmou que a Activison Blizzard se tornará mais vocal nesta fase em que a Microsoft precisa de ajuda para defender o negócio.

Mersevey disse recentemente, no Twitter, que a FTC devia olhar para The Last of Us da HBO, uma vez que a série está a gerar números que mostram a o poder da PlayStation. Além disso, diz que o deve destas autoridades da concorrência é assegurar maior competitividade que resulta em benefícios para o consumidor.

Agora, Mersevey diz ao Axios que provavelmente vão fazer mais coisas como essa pois "se existem coisas que as pessoas devem saber, devíamos simplesmente dizê-las alto."

Segundo diz, não podem ficar preocupados se vão irritar a Sony pois a dona da PlayStation não se preocupou com isso quando "tentaram matar um negócio muito bom que os nossos funcionários queriam e os jogadores queriam?"

Mersevey não poupou nas palavras e acusa a Sony de comportar-se de forma "hipócrita" e a Activision Blizzard não o levou a peito, "estão a defender o que é melhor para o seu negócio".

Lê também