Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Activision poderá cobrar pelas suas funções online

Companhia diz querer seguir linha de World of Warcraft.

As fusões empresariais vão muito mais além de um mero aumento de empregados e de um capital conjunto; as fusões adoptam modelos onde as virtudes dos implicados se unem para derrotar as suas debilidades, para aprender entre elas, e em último caso, aplicar uma política de sucesso em vários produtos.

Depois da união dos gigantes Activision e Blizzard muitas foram as mudanças que se puderam observar na nova companhia, apesar de que até agora se terem limitado na redução de custos para criar uma empresa mais forte financeiramente. A última grande ideia saída desta união é a exportação do modelo económico de World of Warcraft a outros produtos da companhia, bem pelos menos é essa a sua intenção.

Thomas Tippl, chefe financeiro da Activision Blizzard, anunciou durante uma conferência que a empresa está neste momento a estudar a possibilidade de estabelecer um modelo onde se paga pelos serviços online, semelhante ao de World of Warcraft, em outros jogos como Call of Duty. Tippl afirmou que se trata de um passo muito difícil, mas que vêem nisso uma possibilidade de estabelecer relações com os seus consumidores, semelhante àquela que existe entre os consumidores de Warcraft.

"Trata-se definitivamente de uma possibilidade onde vemos um grande potencial, principalmente os modelos de negócio possíveis depois da monetarização dos jogos online," explicou ele. "Temos um bom conhecimento da relação entre os nossos amigos da Blizzard e o pessoal da Internet."

Sobre o Autor

Luís Alves avatar

Luís Alves

Contributor

É o nosso super-homem. Não existe nada que o Luís não saiba e o seu conhecimento da indústria é longo, permitindo-lhe estar sempre à frente de todos. É o homem que nunca dorme.

Comentários

More Notícias

Artigos mais recentes