Skip to main content

Activision acredita que Call of Duty continua de boa saúde

Vai continuar apostar num jogo da série por ano.

Apesar de Call of Duty: Ghosts ter estado a fazer uma boa prestação no que toca a vendas, a verdade é que não conseguiu chegar ao mesmo nível das anteriores iterações. Podia-se pensar que talvez o consumidor senti-se uma certa fadiga com um jogo da série por ano, mas a editora Activision não acredita que seja esse o caso.

Numa entrevista com o Gameinformer, Eric Hirshberg, responsável pela Activision Publishing, negou categoricamente que as ditas vendas de Call of Duty: Ghosts se devam a uma falta de interesse dos fãs pela série.

Hirshberg explicou que a transição da atual para a nova geração tem vindo a ser a causa dessas vendas. "Penso que seria um erro confundir o desafio deste ano com a transição para outras consolas, com alguma indicação relativa à saúde da série".

Ele referiu também que apesar das criticas recebidas pela imprensa, isso não é indicativo de nada, uma vez que o que importa é o que os consumidores pensam, e o que eles querem é um jogo por ano.

Para concluir, Hirshberg assinalou que Call of Duty: Ghosts foi o jogo mais reservado do ano, que foi o título mais aguardado do primeiros jogos de alinhamento do lançamento da PlayStation 4 e Xbox One, e também foi o jogo mais jogado no Xbox Live.

Lê também