Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

Ace Combat 7 foi reiniciado diversas vezes e esteve perto de ser cancelado

O desenvolvimento começou em Dezembro de 2017.

Ace Combat 7 chegou às lojas em Janeiro de 2019 e foi recebido com grande entusiasmo pelos adeptos da série.

No entanto, segundo conta o produtor do jogo, Kazutoki Kono, o desenvolvimento foi reiniciado diversas vezes apenas começaram a trabalhar nesta versão do jogo em Dezembro de 2017.

Numa série de tweets, reunidos pelo pessoal do ResetEra, Kono explica o atribulado desenvolvimento e como teve de lutar pela sobrevivência do jogo quando algumas pessoas na Bandai Namco não acreditavam no seu sucesso.

"Ace Combat 7 é o primeiro título numerado em 12 anos. A ideia ficou adormecida durante dois anos após a sua proposta. Havia uma forte directiva de maximizar a prioridade no free to play," começou por partilhar Kono.

"Felizmente, Infinity foi apoiado durante 4.5 anos e durante esse tempo, a equipa ficou convencida que o 7 poderia ser feito se fosse em novo hardware. Mas morreu uma vez após a sua criação. Era algo apenas para ser visto. Não era algo que podíamos entregar aos fãs que estavam à espera há tanto tempo e queriam um Ace Combat numerado."

Ace Combat 7: Skies Unknown foi revelado na PlayStation Experience em Dezembro de 2015 e Kono diz que foi "muito duro. Foi muito doloroso" pois tiveram de reiniciar o projecto e não conseguia esquecer o entusiasmo dos fãs na revelação.

Perante a incerteza sobre o que fazer e motivado pelos fãs, Kono diz que reiniciou o desenvolvimento, mas isso representou grandes inconveniências para todos os que estavam envolvidos.

O produtor executivo de Ace Combat 7 conta que trabalhou imenso na criação de materiais, a convencer superiores, a apresentar ideias e a fazer todos os possíveis para o jogo se tornar numa realidade.

"No Natal do ano passado, a organização começou. Ace Combat 7 tornou-se num projecto de grande escala," conta o produtor do jogo que lutou pela sua sobrevivência.

Kono diz que a partir de Dezembro de 2017, a equipa começou a seguir em frente, em direcção ao objectivo, pouco a pouco. Além disso, diz que um colega também reconhecido entre os fãs da série entrou para a equipa, o que ajudou a reforçar a sua motivação.

Nesta fascinante perspectiva sobre o desenvolvimento de Ace Combat 7, Kono diz ainda que foi chamado diversas vezes pelos seus superiores e questionado sobre a decisão de continuar a investir tempo e dinheiro num projecto no qual não acreditavam.

Kono diz que lutou para apresentar ideias concisas e sequências repletas de charme Ace Combat, sem margem para erro, de forma a convencer os seus superiores a manter o desenvolvimento.

Mais de 4 anos após o anúncio oficial, Ace Combat 7 chegou às lojas e já vendeu mais de meio milhão de unidades.

Sobre o Autor
Bruno Galvão avatar

Bruno Galvão

Redator

O Bruno tem um gosto requintado. Para ele os videojogos são mais que um entretenimento e gosta de discutir sobre formas e arte. Para além disso consome tudo que seja Japonês, principalmente JRPG. Nós só agradecemos.

Comentários