Se clicares num link e fizeres uma compra, poderemos receber uma pequena comissão. Lê a nossa política editorial.

A Plague Tale: Requiem derrete a PlayStation 5 e Xbox Series X|S

Series X com desempenho superior.

A chegada de A Plague Tale: Requiem foi bem recebida na sua generalidade, com elogios da crítica especializada, recebendo o nosso selo de Recomendado, análise efetuada por Bruno Galvão.

Para não variar, a Digital Foundry debruçou-se mais uma vez sobre os aspetos tecnológicos, efetuando inúmeros testes, que vão desde a qualidade de imagem até ao desempenho em cada máquina onde o jogo da Asobo Studio foi lançado.

Os testes no PC revelam um jogo muito exigente, puxa por todos os recursos da máquina e por mais. O lançamento da NVIDIA RTX 4090 veio a tempo do lançamento de Requiem, já que a força bruta da GPU esconde em certa medida a brutalidade da sua exigência em termos de hardware.

Nas consolas as coisas são mais complicadas, sendo este um dos pontos mais debatidos sobre Requiem, pois este apenas corre num modo de imagem a 30 fotogramas por segundo, ou com VRR a 40fps.

Sendo um título apenas para a atual geração, prova desde logo a sua exigência. Visualmente está com um aspeto muito bom, recheado de detalhes de elevada qualidade. Certo que não está ao nível do PC, mas cumpre com os padrões exigidos pela PlayStation 5 e Xbox Series X|S, mas com um elevado compromisso no desempenho.

Nos testes da Digital Foundry podemos observar que Requiem está com uma resolução de 1440p na PS5 e Xbox Series X, a mesmo do anterior, descendo para na 900p na Series S.

No desempenho, temos uma apresentação muito sólida na Xbox Series X, esta mantém praticamente sempre o bloqueio a 30 fotogramas por segundo. Na PlayStation 5 as coisas são diferentes, embora com um desempenho sólido, esta evidencia quedas de fotogramas que vão até aos 25fps. A Series S situa-se no meio das duas consolas mais potentes, com menor desempenho que a Series X mas mais estável que a PS5.

Para os possuidores de um ecrã com suporte VRR, Requiem permite jogar a 120hz, passando para um bloqueio a 40fps a 1440p. Aqui a PS5 evidencia ainda mais a diferença para a Series X em termos de desempenho. Na consola da Sony as quedas são bem mais acentuadas que na da Microsoft.

Sobre o Autor
Adolfo Soares avatar

Adolfo Soares

Director

É o nosso homem do PC, por isso qualquer coisa é com ele. É também responsável pelo Eurogamer, bem como dá uma perna nas notícias.

Comentários