Superstars V8 Next Challenge

Competizione delle auto classe V8.

Nesta indústria está visto que não é fácil alargar a dimensão de um produto em tão pouco tempo. Para a Milestone, mesmo que tenha sido uma decisão arriscada, é tempo de pensar agora se o desafio e a aposta na renovação da licença do campeonato oficial de turismos baseado em carros com motores V8 terá compensado e se, para os compradores do produto da época passada, subsistirão motivos para rebentar as colunas da televisão com recicladas e estonteantes passagens nos altos e baixos da pista algarvia em Portimão.

A edição do ano passado de Superstars V8 deixou-nos satisfeitos. Não se trata de um jogo directamente concorrente para a dimensão de um Gran Turismo, Forza 3 e até Shift, porém, deixando-o fluir a solo, ficámos agradados pela forma como de uma forma simples e sem inusitadas perdas de tempo em progressões rotineiras propôs uma jogabilidade bastante escorreita, definindo o essencial das corridas, com um pelotão bastante compacto a desafiar quer novatos, quer veteranos, ao mesmo tempo que as viaturas e pistas presentes formavam um todo agradável de percorrer. De certo modo estreitou uma dimensão ao jeito dos primeiros jogos da série TOCA. Por outro lado a escassa dimensão do conteúdo, face ao leque de opções dos concorrentes do género, não se podia deixar de fazer sentir.

Ainda nem um ano volveu e Next Challenge já está sobre a mesa. Fez a diferença este tempo? Da estrutura das provas, desafios e competições, passando pela condução dos veículos em pista e redefinição dos automóveis e pistas, não nos sobram dúvidas que esta é mais uma evolução que arredonda uma casa decimal, uma espécie de upgrade e nunca um avanço definitivo capaz de encontrar novas soluções, quanto mais fazer do piloto o protagonista e herói no fim de um campeonato ganho.

1

Estes V8 respiram asfalto.

Desde logo as opções em para utilização individual em nada mudaram. Dos treinos cronometrados, às corridas rápidas, fins-de-semana de competição e campeonato, o esquema é idêntico, embora tenham introduzido um pormenor que os mais habituados às corridas de turismos com base na Europa conhecem, que é o formato das duas corridas no dia gordo. Ou seja, os oito classificados na primeira prova, invertem as posições na grelha para a segunda largada. Isto é particularmente excitante para tentar vencer a primeira corrida e na seguinte voltar a chegar à frente. Se forem veteranos destas andanças a dificuldade máxima continua a estabelecer um bom compromisso. Por fim as licenças representam uma boa forma para conhecer o jogo, os graus de dificuldade e as diferentes condições climatéricas. Uma estrutura muito simples, mas é sem dúvida entre o campeonato e a obtenção das licenças que reside o grosso do divertimento que se tira quanto às opções individuais.

Relativamente ao modo para vários jogadores, algumas alterações a ter em conta. Um máximo de 16 jogadores pode partilhar e competir na mesma pista, podendo fazer até fazer um campeonato inteiro. As tabelas de classificação, com voltas rápidas e corridas curtas voltam à disposição. Por vezes alguns utilizadores avançam com lag, o que pode ser custoso se tiverem activada a opção para colisões, no entanto e regra geral, a experiência online decorre de forma satisfatória.

Comentários (5)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!