Eurogamer.pt

Star Wars The Force Unleashed

A Força foi dar uma volta mas vem já.

Eis o momento pelo qual muitos esperavam, Star Wars The Force Unleashed finalmente chegou e dá-nos um dos jogos com maior potencial para este final de ano. Um jogo aguardado com muito interesse pelos fãs, que anseiam há muito aliar a sua paixão pelos videojogos com a sua paixão por Star Wars, pelo menos na actual geração. Por outro lado, também é aguardado pelos curiosos com interesse em ver como se comportam as tecnologias inovadoras que a LucasArts preparou para o jogo.

Realmente Star Wars The Force Unleashed tinha muito potencial, especialmente depois da demonstração que nos deixou ainda mais curiosos, o certo é que com a versão final descobrimos que afinal nem tudo correu pelo melhor. The Force Unleashed pode mesmo ser separado em dois jogos, o jogo que é apresentado e aquele que poderia ter sido apresentado pois na realidade não me lembro de ter jogado recentemente um jogo tão enervante, desmotivante e cheio de problemas quanto este. Existem inúmeros detalhes que afectam o jogo e o impedem de ser algo superior, a tal ponto que o tornam praticamente banal e mesmo frustrante.

Mesmo para alguém como eu que não costuma importar-se muito com os pequenos detalhes e especificações técnicas preferindo dar realce ao valor do jogo enquanto objecto de entretenimento, aqui é impossível evitar não se importar. Estamos perante um jogo repleto de debilidades técnicas que não afectam somente o visual mas também a jogabilidade.

Dito isto, existem duas formas de dar continuidade a esta análise, deixar que o fã de Star Wars que há em mim tome conta da escrita e deixe o entusiasmo sobrepor-se aos problemas ou então deixar que a desilusão castigue o jogo pelas suas falhas ou insuficiências técnicas. Para o meu próprio bem, e de todos os que estão a ler espero, vou optar por uma posição algures onde está a virtude, no meio. Sempre acreditei que um jogo deve ser analisado por aquilo que oferece e não por aquilo que foi prometido durante a fase de desenvolvimento e assim continuará a ser.

É óbvio logo à partida que o interesse, e consequente valor, ganha maior acréscimo para os fãs desta série. Somente estes deverão conseguir reunir forças suficientes para tentar descobrir mais um pouco da fascinante história de Star Wars. A sua história é um dos seus melhores pontos e um dos motivos que mais contribuiu para que a vontade de jogar se mantivesse mesmo quando o jogo parecia se esforçar para nos fazer parar.

2

Visitar vários planetas nós vamos, diferentes todos ser

Claro que nada vamos revelar sobre a história do jogo mas podemos apenas referir o básico, o ponto de partida. Em Star Wars The Force Unleashed, assumimos o papel do aprendiz secreto do senhor dos Sith, Darth Vader. Servindo como o seu lacaio, temos que cumprir as missões que ele nos confere. Esta é a premissa que dará início a uma história interessante e bem conseguida, especialmente para os fãs que vão facilmente encontrar aqui o mesmo tratamento que poderiam esperar dos filmes. Tal como esperavam, o jogo insere-se na perfeição entre os filmes e conta-nos novos acontecimentos que envolvem algumas personagens já bem conhecidas.

Por muitos defeitos que o jogo tenha, a LucasArts deve ser congratulada por uma coisa, por tentar conferir ao jogo o tom épico que estamos habituados a ver nos filmes. Facilmente vão perceber que a LucasArts tentou conferir grandiosidade a praticamente todos os cenários pelo qual passamos, quer seja pelos planos de camera, quer seja pela sua própria localização. No entanto, será este mesmo reclamar de atenção que irá fazer com que o jogo comece a revelar as suas debilidades.

Comentários (13)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!