Pokémon Mistery Dungeon: Explorers of Time/Darkness

Vida de Pokémon pode ser difícil...

Versão testada: DS

Pokémon Mystery Dungeon: Explorers of Time/Darkness são os mais recentes jogos da já famosa colecção pokémon. Estes dois novos títulos são o seguimento da não muito famosa saga Mystery Dungeon, conhecida por títulos como Red e Blue Rescue Team. O que separa esta saga do resto das conhecidas histórias Pokémon, é que nos encontramos em papéis invertidos - deixamos de ser o treinador de Pokémons em procura de fama e sucesso, para passarmos a ser o próprio Pokémon.

Uma coisa engraçada em Pokémon Mistery Dungeon é que não há um personagem principal. Quer dizer, há, mas não no modo convencional. O jogo inicia-se com um questionário com perguntas bastante fora do comum. Este questionário é seguido por aquilo a que eles chamam de uma "avaliação da aura", na qual o jogador coloca o dedo sob o monitor táctil da consola de maneira a que lhe seja identificada a sua aura. Todo este processo tem como função determinar qual o Pokémon com o qual mais o jogador se identifica. Para iniciar a aventura será também necessário escolher um parceiro de entre uma lista de vários que é apresentada.

A história decorre numa estranha época em que os Pokémons começam a revoltar-se e tornam-se mais violentos. A razão pela qual isto acontece reside numa falha no tecido temporal que está a afectar o seu Mundo. Para além disso existe um estranho Pokémon que está a tentar roubar todas a Time Gears pelo mundo, provocando a paralisia temporal nessas zonas. Cabe-nos a nós resolver o mistério e salvar o mundo.

p1

O ponto forte de Mistery Dungeon são os cenários bem detalhados e, na generalidade, todo o grafismo especialmente dedicado aos fãs.

Como sempre a história revela-se complicada - cheia de revelações, desilusões e surpresas. O que por outro lado já não se encontra tão complexo é o espaço físico onde decorre a acção. Enquanto nas histórias tradicionais de Pokémon temos um mundo inteiro para explorar, aqui temos que nos contentar com uma pequena área circundante à casa dos nossos heróis onde constam as zonas de comércio. Tudo o resto são cavernas e labirintos revelados ao longo do jogo, que, salvo raras excepções, são todos basicamente iguais.

As lojas da zona comercial têm um número incrivelmente reduzido de items e muito pouca variedade. Isto acaba por se tornar bastante frustrante ao longo do jogo, pois desde logo começa a existir demasiado dinheiro para tão pouca oferta.

Mistery Dungeon está longe das horas de diversão às quais estamos habituados em outros títulos da série, podendo ser terminado em relativamente pouco tempo. Para além disso toda a mecânica de jogo é de certa forma uma desilusão – cansativa e demasiado complicada. A equipa de exploração pode ser formada por até um total de 4 membros, mas o único que controlamos é a personagem líder. Todos os outros são meros expectadores que apenas nos seguem, sendo que a sua inteligência artificial deixa muito a desejar, pois existe uma necessidade constante de mudar as suas tácticas de jogo e providenciar-lhes items de maneira a que eles possam sobreviver sem que tenhamos que estar constantemente a ir em seu socorro.

Algo que torna o jogo cansativo é um regra que é imposta logo no inicio - sempre que o jogador falhar uma missão, todo o dinheiro é removido, assim como metade dos items. Assim sendo, se quiserem poupar dinheiro suficiente para comprar o que quer que seja, será necessário ir ao banco depositar todo o dinheiro e armazenar os items que não querem perder, sempre que começam uma nova missão.

p2

O sistema de combate é confuso, repetitivo e nada intuitivo.

No jogos tradicionais de Pokémon existem vários factores que fazem com que o jogador se sinta recompensado – apanhar o maior número possível de Pokémons e evoluir os ditos bichos. Este jogo falha em ambas. Evolução não existe e, a única maneira de apanhar Pokémons nem sequer depende do jogador. Aqui, são os próprios bichos que se convidam a entrar para a nossa equipa de exploração.

Mas o pior de tudo são os longos diálogos da história, aos quais não se pode escapar. Estes gigantes e chatos diálogos são muitas vezes compostos por cenas já antes vistas. A titulo de exemplo, todas as missões começam com a mesma animação, na qual os aventureiros são acordados por um Pokémon com uma voz irritante. Na generalidade, todo o visual do jogo é bastante repetitivo. Os cenários são sempre os mesmos, os diálogos são aborrecidos e a história em estilo de novela tende sempre a enrolar-se.

Pokémon Mistery Dungeon é um título incrivelmente repetitivo e, por muitas voltas e reviravoltas que a história dê, esta nunca se chega a tornar verdadeiramente atractiva. Por vezes mais parece uma telenovela interactiva, pois os constantes diálogos cortam todo o ritmo do jogo. Uma experiência apenas recomendada aos verdadeiros fãs, que deverão ficar agradados com a quantidade de Pokémons existentes e a aparição de alguns elementos característicos à série.

6 / 10

Lê o nosso Sistema de Pontuação Pokémon Mistery Dungeon: Explorers of Time/Darkness Ricardo Madeira Vida de Pokémon pode ser difícil... 2008-08-31T14:17:00+01:00 6 10

Comentários (5)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!