Guitar Hero 5

Guitarras de plástico voltam mais fortes que nunca.

Versão testada: PlayStation 3

Quem nunca sonhou em ser uma estrela de Rock? De certeza que quase todos que gostam de música já se imaginaram num palco com milhares de pessoas a assistirem ao nosso concerto, com a conta a ficar recheada e com uma vida devassa de sexo, drogas e Rock and Roll. A série Guitar Hero tem como objectivo isso mesmo, de fazer crer que tocamos e actuamos na realidade, de nos fazer sentir dentro do mundo da música.

Tudo começou em 2006 com Guitar Hero (inicialmente com apenas uma guitarra), até aos dias de hoje já saíram nove títulos para todas as consolas (Já com vários instrumentos, micro, bateria, guitarra e até baixo utilizando outra guitarra para esse efeito.) e três versões diferentes para a Nintendo DS, atingindo assim sucesso por todo o mundo. Uma marca impressionante em apenas 3 ano, mas não contentes com isso a Activision lançará até ao final do ano mais 3 jogos de música, Guitar Hero Van Halen, Band Hero e Dj Hero.

Como fã incontestável da série, esperei ansiosamente Guitar Hero 5, muito devido a sua setlist, enorme tanto em tamanho como em qualidade. Seguindo a linha dos antecessores que tanto contribuiu para a sua fama, Guitar Hero 5 abre as portas para novos formatos para tentar agradar tanto aos fãs da série como também atrair novos jogadores.

É precisamente logo no início que surge as primeiras novidades, onde que salta logo à vista é a diferença visual e um menu muito mais simples e interactivo, completamente reformulado. Teremos actuações de fundo enquanto percorremos o menu e se por acaso não tivermos a utilizar, ele automaticamente irá percorrer de modo aleatório as musicas do jogo, com a nossa banda criada como protagonistas.

1

O mítico Kurt Cobain.

Assim sendo agora pudemos entrar na música até mesmo a meio dela, com o novíssimo modo Party Play, que podemos jogar mesmo antes de chegar ao menu e que também nos é apresentado no menu inicial carregando apenas em um botão, que consiste em jogar sem ser “alvo” de avaliação por parte do jogo. Pudemos escolher o nível de dificuldade a qualquer altura e a música continua, o mesmo acontece no caso de colocar em pause e precisamos de ir à casinha (WC) e retomar sem problemas.

Também é possível no decorrer da música mudar de instrumento e até um ou até quatro amigos podem-se juntar a nós a qualquer momento. A proposta inicial de Party Play é tornar o título mais atraente para as partidas Multiplayer casuais. Quando desistimos podemos fazer Dropout, ou seja a música continua como se fosse um concerto ao vivo ficando em modo Apresentação. O interessante em Party Play é que também usamos a nossa playlist e assim tocamos ou ouvimos as músicas que mais adoramos em Guitar Hero 5.

O jogo está com uma simplicidade que o torna especial, as funções agora estão muito mais acessíveis e rápidas. No menu inicial temos então vários modos e opções tais como o já referido Party Play, News, Leaderboards, GHStudio, Music Store, Carrer, Quickplay, Competitive, Training e Rock Star Creator. Podemos começar por News, onde nos informa sobre todas as noticias fresquinhas da série Guitar Hero, desde Download de músicas novas, comunidade Guitar Hero, etc.

Comentários (17)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!