DSi Ware Roundup

Dr. Mario e Art Style: CODE.

Versão testada: DS

A Little Bit of... Dr. Mario

  • Produtora: Nintendo
  • Preço: 500 Pontos

Mário é um canalizador e… também é um médico. Aparentemente aquelas luvinhas brancas para além de apertarem canos também já exterminam vírus desde o tempo da NES e, depois da adaptação já lançada no serviço Virtual Console da Wii, só faltava mesmo a mais recente portátil da Nintendo receber uma versão deste clássico. Chegado ao DSi Ware, Dr. Mario foi englobado na série “A Little Bit of …”, pretendendo assim oferecer uma curta experiência, a um preço reduzido.

O problema é que esta experiência é mesmo curta. Se considerarem a mecânica de jogo e o que esta tem para oferecer, rapidamente verão que está lá tudo, só que numa pequena dose. Têm um cenário rectangular – com a mesma disposição que o Tetris – repleto de organismos virosos que deverão fazer desaparecer. Estes organismos têm cores a variar entre o vermelho, amarelo e azul. Ao mesmo tempo são lançados comprimidos – como se fossem as peças do Tetris – que deverão ser dispostos entre os vírus de forma a que as suas cores correspondam. Quando conseguirem juntar 4 peças da mesma cor o organismo que lá esteja inserido desaparecerá. E assim continuam, fazendo desaparecer quantos organismos virosos forem necessários até que o cenário esteja limpo e possam assim avançar um nível.

1

Juntem 4 da mesma cor e... puff! Fez-se o...

Novos níveis significam cada vez mais e mais organismos para dilacerar mas, ainda assim, nunca haverá nada que realmente vos apele a subir de nível. É só mais um. Quando perderem, o jogo acaba e, a não ser que queriam repetir todo o processo, não haverá mais nada par afazer. Este é o único modo de jogo. Mas mesmo esta ideia de repetir tudo de novo para alcançar um nível alto não se justifica, pois podem escolher a quantidade de micróbios no cenário desde a primeira vez que pegam no jogo.

Se quiserem podem ainda jogar contra o computador em modo versus, não que isso traga algo de novo à experiência. Um modo versus para dois jogadores teria sim sido bem-vindo, até porque não seria pedir muito uma vez que a versão Wii já o trás.

Não sendo um mau jogo, Dr. Mário simplesmente não consegue competir com outros do género. É pouco apelativo, não trás nada de novo e vão sempre ficar com a sensação de que estão a jogar sem um objectivo palpável. Existem modos de jogo em falta e, tudo isto combinado, deixa muito do sucesso de Dr. Mario entregue ao sentimento nostálgico que daqui irão obter.

5 / 10

Art Style: CODE

  • Produtora: Skip
  • Preço: 500 Pontos

Na outra mão, e pelo mesmo preço, têm Code, mais um jogo da famosa série Art Style, que conta já com diversos títulos no serviço Wii Ware. É também um jogo de puzzles. É super-viciante e é uma experiência altamente refrescante. Visualmente é um jogo tão simples que facilmente irão nele encontrar um charme único. Da mesma forma, toda a mecânica de jogo funciona simplesmente bem, misturando elementos típicos de jogos de mente com a rapidez e fluência dos mais carismáticos e bem sucedidos jogos de puzzle.

Para jogar terão que pegar na DS como se esta fosse um livro. Assim, ao longo do ecrã irão deslizar horizontalmente números de forma aleatória até que cheguem à extremidade direita do ecrã. O jogador apenas controla o ecrã direito da consola utilizando o stylus, enquanto o seu papel é juntar combinações de números que somados em linha dêem 10. O objectivo é fazer desaparecer o maior número possível de algarismos. Para isso poderão considerar que (5+1+1+1+2) é uma combinação mais rentável que, por exemplo, (5+5). Os números podem ser movidos como bem entenderem ao longo do ecrã, mas deverão considerar que ao mover um número este irá criar uma inversão em espelho. Ou seja, se moverem um 2 para qualquer lado este transformar-se-á num 5. Se o moverem duas vezes volta a tornar-se um 2. Da mesma forma, se moverem um 4 para qualquer lado que seja, este torna-se num algarismo neutro pois um 4 invertido não dá nada.

2

Os novos algarismos surgem da esquerda para a direita, enquanto o jogador tem total liberdade para controlar o ecrã direito.

Pelo meio irão ainda aparecer algarismos coloridos. Estes não se podem mover, mas caso os façam desaparecer, todos os algarismos iguais irão também desaparecer como bónus. É como se fosse um Sudoku mas mais acelerado, com novos números sempre a aparecer, tornando tudo muito mais rápido e frenético. Acreditem que é viciante. Adicionalmente, este é um jogo bastante completo. Têm o Chalenge Mode no qual deverão fazer desaparecer um número pedido de algarismos, sendo que os algarismos utilizados são previamente descriminados. Ou seja, no primeiro nível terão que fazer isto utilizando os algarismos 012, no segundo nível os 0123, e por aí fora. Já o modo Puzzle tem uma mecânica diferente. É-vos apresentado um determinado cenário totalmente preenchido com um determinado número de algarismos pré-definidos que deverão fazer desaparecer. No fundo o objectivo é fazer desaparecer todos os algarismos.

Existe ainda o modo Interminável, no qual poderão jogar sem restrições ou limites de tempo. Os algarismos vão aparecendo e o vosso papel é faze-los desaparecer enquanto vão subindo de nível e batendo novos Records. CODE possibilita ainda que joguem no modo versus de dois jogadores com apenas um jogo através da Partilha de Software. Enquanto jogam toda a mecânica é semelhante, excepto que todos os algarismos que façam desaparecer resultam em penalizações para o jogador.

Resumindo, caso tenham uma Nintendo DSi e gostam de jogos de Puzzles, este é um jogo recomendado, diria até indispensável, mas sei que muitos números juntos por vezes não dão bom resultado. Sim, é um jogo bastante completo. O mais difícil será pegarem-lhe o jeito, pois caso não leiam o manual de instruções ou então as sábias palavras que foram descritas acima o mais provável será ficarem a ver navios. Passei por isso.

8 / 10

Lê o nosso Sistema de Pontuação DSi Ware Roundup Ricardo Madeira Dr. Mario e Art Style: CODE. 2009-05-21T09:40:00+01:00 5 10

Comentários

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!