Eurogamer.pt

Digital Foundry - Novo super-sampling da PS4 Pro testado: grandes melhorias para quem joga a 1080p

Analisámos a actualização 5.5.

A Sony introduziu uma nova opção na actualização 5.5 - super-sampling via sistema. Aborda uma frustração para quem joga na PlayStation 4 Pro num ecrã 1080p: a falta de suporte de alta resolução em vários jogos.

A recente actualização Pro de Metal Gear Solid 5 é um exemplo: se tens um ecrã UHD, tens acesso a renderização em alta resolução. Isto deveria beneficiar quem joga em ecrãs 1080p via super-sampling - uma forma de forçar anti-aliasing que pode oferecer resultados lindos. No entanto, MGS5 e um pequeno conjunto de jogos não apresentam este suporte para quem joga num ecrã 1080p. A actualização 5.5 apresenta uma solução.

A nova opção super-sampling é uma boa adição para quem joga na Pro, assegurando que todo o suporte para alta resolução apenas ao alcance de ecrãs Ultra HD se traduz em downscalling SSAA a 1080p na Pro. Serve para corrigir um dos maiores problemas na PS4 Pro - a noçao que não tens acesso a todas as capacidades da máquina. Também existem modos bloqueados a 1080p, significando que quem joga num ecrã 4K poderá ficar sem acesso a isto. No entanto, existe uma solução: donos de um ecrã 4K podem sempre mudar a consola para 1080p e ter acesso a estes modos. O oposto não é possível sem um conversor caro, como o 'Linker' da HD Fury.

Na pior das hipóteses, os jogadores na Pro com um ecrã 1080p ficam mal servidos. Olha para Assassin's Creed: The Ezio Collection, um jogo fixo a 30fps e super nítido a 4K nativa. No entanto, se a Pro estiver ligada a um ecrã 1080p, fica bloqueado nessa resolução, sem melhorias na performance. É um downgrade - puro e simples.

Ao activar super-sampling na actualização 5.5, o jogo acredita que tens um ecrã 4K e o sistema assume o controlo, convertendo a imagem e produzindo anti-aliasing linda. A melhoria na imagem é nítida; as arestas são suavizadas e gera mais detalhe, reduzindo ainda o brilho em detalhe sub-pixel - algo que não pode ser visto nas imagens aqui presentes.

SSAA OnSSAA Off

Rocket League dá-te um dos melhores exemplos da super-sample anti-aliasing na PS4 Pro - melhorando radicalmente a imagem para quem joga a 1080p.

SSAA OnSSAA Off

As longas linhas em serra são limpas ao correr a 3840x2160 nativa (via checkerboarding neste caso). O único senão neste modo é que desactiva a oclusão ambiental - as sombras estão ausentes debaixo do carro.

SSAA OnSSAA Off

FIFA 18 revela resultados similares aos de Rocket League; um jogo que corre a 3840x2160 nativa, onde as longas linhas são limpas para quem joga a 1080p.

SSAA OnSSAA Off

As imagens paradas não revelam bem as melhorias da SSAA. A Ezio Collection é muito melhor em movimento, mas mesmo nesta imagem, podes reparar na qualidade superior.

SSAA OnSSAA Off

The Last Guardian beneficia imenso com a opção de SSAA. Activa 3360x1890 nativa - até agora apenas possível com um ecrã 4K - que se converte muito bem para 1080p. Nesta imagem, existem claros benefícios na renderização dos cabos à distância e no pelo de Trico.

SSAA OnSSAA Off

Call of Duty Black Ops 3 é um caso interessante. Corre a 3840x2160 via checkeboard, mas apenas ao escolher o modo 4K no menu da Pro. Até agora, quem tinha um ecrã 1080p só podia jogar a 1920x1080 nativa - com performance melhorado.

SSAA OnSSAA Off

Metal Gear Solid 5: The Phantom Pain dá-te um exemplo de um jogo 2560x1440 convertido para ecrãs 1080p. Vale a pena, nem que seja para limpar o brilho nas árvores quando te moves. No entanto, o texto também recebeu o tratamento, ficando menos nítido.

SSAA OnSSAA Off

Mais uma imagem para demonstrar o detalhe adicional com a SSAA activada.

O novo modo dá-te a opção de escolha. The Last of Us Remastered chegou com suporte super-sampling, removido mais tarde, dando lugar a uma opção com performance a 60fps para quem joga a 1080p na Pro. Independente do ecrã, todos os modos deveriam estar ao dispor de todos os jogadores - foi o que aconteceu com a última actualização do jogo. No entanto, se os jogadores tivessem esta nova opção, quando a funcionalidade SSAA foi removida do jogo, o downsampling da consola poderia ter resolvido o problema (comparamos o downsampling do jogo com a implementação da consola na nova actualização e os resultados foram iguais).

No entanto, nem tudo é tão simples e o novo modo exige cautela, existem casos que podem produzir resultados indesejados. Ao activar SSAA em alguns jogos, a performance pode piorar. Em The Last Guardian, tens um modo de baixa resolução/rácio de fotogramas superior exclusivo para 1080p e uma opção menos estável para quem joga a 4K. Ao usar a super-sampling da consola terás uma imagem melhor, mas à custa do rácio de fotogramas - no pior, o rácio de fotogramas no modo 4K pode descer para 20fps. Tendo a opção, preferimos o modo 1080p.

Call of Duty Black Ops 3 é outro exemplo, corre a 1080p nativa com performance melhorada em modo full HD, ao lado de um modo de resolução superior para quem joga num ecrã 4K, que, mais uma vez, não oferece um rácio de fotogramas tão estável. Forçar super-sampling aqui troca o modo 4K com menor performance, que não é ideal para um jogo como Call of Duty, onde a performance é muito importante.

A opção para forçar SSAA é um gesto positivo e os senãos nesta abordagem são menores: apenas um problema, o texto e HUD também são convertidos no processo - onde o jogo emprega assets 4K assumindo que tens um ecrã 4K ligado. A conversão para 1080p opera a nível do sistema, retirando um pouco de nitidez a estes elementos, algo que não vês em HUDs 1080p nativa.

Zelda Breath of the Wild: Locais das Memórias Perdidas Zelda Breath of the Wild: Locais das Memórias Perdidas

São inevitáveis comparações com a implementação da Xbox One X e apesar do novo modo super-sampling na Pro ser útil, é na mesma um remendo. O conceito de ter melhorias Pro relacionadas com ecrãs específicos é uma má ideia. A abordagem da Microsoft é simples e elegante: o sistema não diz aos programadores o ecrã ao qual a consola está ligada. Isto força os criadores a oferecer todas as opções em todos os modos, independente da resolução do ecrã, a super-sampling é aplicada automaticamente pela consola. É o ideia e o que gostaríamos de ter visto no lançamento da Pro.

A maioria dos jogos, como Rise of the Tomb Raider, Horizon Zero Dawn ou Monster Hunter World acertam, assegurando que todos os modos estão disponíveis para todos, independente do ecrã. A Xbox One X força isto em todos os jogos e esperamos que no futuro, os jogos da Pro tenham SSAA inserido neles. No entanto, a beta de Metal Gear Surviva mostrou modos exclusivos dependendo do tipo de ecrã que tens. Se isto permanecer no jogo completo, demonstra que a SSAA da actualização 5.5 pode ser muito útil não só em jogos existentes, mas também em futuros lançamentos.

Publicidade

Comentários (34)

Criar uma nova conta

OU