Eurogamer.pt

Digital Foundry - DiRT 4 impressiona nas consolas mas no PC tens o pacote completo

A PS4 Pro fica perto do PC em ultra?

A Codemasters regressa com o mais recente jogo na sua série DiRT, o objectivo é claro: manter e até melhorar os aspectos de simulação do excelente DiRT Rally, combinando isso com um modo arcada mais acessível. O motor Ego da Codemasters é levado mais longe e isso levanta a questão - pode a tecnologia corresponder com as crescentes exigências do jogo mais ambicioso, e consegue manter os 60fps sólidos que caracterizaram o anterior? Além disso, quais as funcionalidades adicionais presentes no PC?

A Codemasters deixou claro que conseguir 60fps fixos é a prioridade - e ao jogar o jogo, é fácil entender o porquê. Existe uma melhoria tangível na resposta do comando quando comparado com os jogos DiRT a 30Hz da anterior geração, e uma sensação de resposta que está noutro nível. Para assegurar a melhor hipótese de manter um rácio de fotogramas super suave, DiRT 4 emprega o uso de um conversor dinâmico de resolução - implementado em todas as consolas mas mais perceptível na Xbox One, especialmente nas cenas mais intensas, que exigem muito da GPU.

No entanto, ao entrar no gameplay, há pouco a diferenciar as consolas. A PS4 parece empregar anti-aliasing de maior precisão sobre a Xbox One, graças à melhor cobertura da MSAA. Existe a sensação de refinamento adicional ao invés de melhorias revolucionárias, enquanto saltar para a PS4 Pro mostra que a Codemasters utilizou um maior número de melhorias visuais. Temos melhor qualidade nas sombras, melhor cobertura MSAA nos cenários, melhores reflexos e resolução mais refinada nos mapas ambientais. O retrovisor também recebe cobertura MSAA, algo que não acontece na PS4 base. A Pro não parece exigir muito do conversor dinâmico de resolução durante o gameplay, mantém-se mais firme nos 1080p.

Eis Dirt 4 a correr na PS4, PS4 Pro, Xbox One e PC.

Apesar das melhorias na Pro serem bem-vindas, somente a AA melhorada se destaca durante o gameplay. Esperanças que as funcionalidades extra aproximem esta versão da do PC rapidamente desaparecem. A correr no máximo, o motor Ego apresenta um filtro anisotrópico de maior qualidade e texturas mais detalhadas, enquanto as sombras e reflexos exibem uma maior precisão. Além disso, temos distâncias de visão maiores nas sombras da folhagem. O PC oferece mais camadas de efeitos e níveis maiores de suporte MSAA, criando uma imagem geral mais refinada que representa uma grande melhoria sobre as versões de consola.

Em termos de equipamento PC necessário para o conseguir com tudo no máximo, as notas da Nvidia são muito úteis - gráficas da classe GTX 1060 oferecem poder mais do que suficiente para suportar 1080p60, a GTX 1070 é necessária se quiseres performance similar a 1440p, enquanto os donos de ecrãs 4K precisam de uma GTX 1080 ou GTX 1080 Ti - apenas é recomendado usar a MSAA na placa mais poderosa se quiseres 60fps.

Conseguir o mesmo nível de estabilidade nas consolas é mais complicado, até a mesmo com a Codemasters a ajustar as definições para conseguir os melhores visuais pelo dinheiro investido. Os níveis rally padrão não são problema - mesmo na PS4 ou Xbox One, a performance é sólida e o conversor dinâmico de resolução não é muito utilizado. No entanto, ao passar para as novas áreas Rallycross do jogo, a combinação de mais acção, mais veículos e do uso mais generoso de efeitos alpha pode causar problemas, a Xbox One e a PS4 podem descer para 40-50fps, acompanhado por screen-tear perceptível. Nestes momentos exigentes, é a consola da Microsoft que mais sofre - a PS4 consegue entre 5 a 10fps de vantagem.

PlayStation 4 ProPlayStation 4Xbox One

A qualidade de sombras é idêntica na PS4 e Xbox One, mas estão melhores na Pro.

PlayStation 4 ProPlayStation 4Xbox One

Reflexos de maior resolução dão melhor aspecto as estes elementos na Pro.

PlayStation 4 ProPlayStation 4Xbox One

A PS4 Pro consegue uma qualidade de imagem mais refinada e recorre menos vezes ao conversor dinâmico de resolução.

PlayStation 4 ProPlayStation 4Xbox One

A PS4 Pro consegue uma qualidade de imagem mais refinada e recorre menos vezes ao conversor dinâmico de resolução.

PCPlayStation 4 ProPlayStation 4Xbox One

No PC, a distância de visão é maior.

PCPlayStation 4 ProPlayStation 4Xbox One

Aqui podes ver as sombras de maior resolução no PC.

PCPlayStation 4 ProPlayStation 4Xbox One

No PC encontras reflexos de maior resolução.

PCPlayStation 4 ProPlayStation 4Xbox One

No PC beneficias com texturas de maior resolução.

É aqui que se faz sentir o poder adicional da Pro. Apesar do rácio de fotogramas não ser perfeito, a versão mais poderosa da consola da Sony está muito perto disso, ao ponto de quaisquer quedas serem muito difíceis de perceber, temos apenas pequenas quedas na fluidez nas cenas mais intensas. Por outro lado, é bom ver que um nível óptimo de performance está disponível nas consolas - pelo outro, não evitamos sentir que os 60fps suaves como manteiga tão importantes para a sensação do jogo deviam estar assegurados na PS4 base.

Actualmente, não existe modo de alta resolução na Pro e isso é uma pena, especialmente quando a Codemasters fala em possível suporte 4K na Xbox One X. O aumento na performance é útil e a anti-aliasing melhorada reforça a qualidade de imagem, mas ficamos a pensar se super-sampling não teria melhor efeito para quem joga a 1080p.

No entanto, DiRT 4 é um jogo de condução impressionante e uma experiência apelativa para os jogadores. A sublime condução de DiRT RAlly foi melhorada, a Codemasters confirma "novas aerodinâmicas, modelos de geometria de suspensão mais reais, novos modelos de pneus e melhor simulação de danos." Isto além das melhorias na iluminação, modelos dos condutores e animações. A introdução do gerador de pistas não é um grande sucesso mas é uma tentativa de corrigir um grande problema nestes jogos: demasiada familiaridade com o conteúdo.

Destiny 2: Tudo o que sabemos Destiny 2: Tudo o que sabemos

A melhor forma de jogar o jogo poderá surpreender. A Xbox One define a experiência base, e fora um pequeno impacto na qualidade de imagem e um maior impacto na performance em momentos mais exigentes, entrega uma experiência agradável. A partir daí, é só add-ons. A PS4 base adiciona um toque de refinamento visual, enquanto os impactos na performance são menos pronunciados - ainda assim incomodativos.

A PlayStation 4 Pro vai mais longe, especialmente porque consegue 60fps fixos juntamente com uma qualidade de imagem melhorada. Suaviza as arestas na performance e anti-aliasing, sendo a melhor forma de o jogar nas consolas. No entanto, ainda existe a sensação que não temos o valor da melhoria de 2.3x no poder GPU que a Pro oferece. Apesar de se limitar a 1080p, fica aquém da versão PC no máximo. Tradicionalmente, o motor Ego da Codemasters consegue uma melhor performance no PC e DiRT 4 mantém a tradição. O gameplay é sólido em todos os sistemas mas é o PC que mostra o trabalho da Codemasters no seu melhor.

Publicidade

Comentários (11)

Criar uma nova conta

OU