Eurogamer.pt

Digital Foundry - Melhorias de Assassin's Creed Origins na Pro sobre a PS4?

E primeiras impressões da versão Xbox One.

Assassin's Creed está de volta, renovado em todas as áreas - incluindo a tecnologia. Teremos mais sobre o jogo em breve mas por enquanto, podemos dizer que os materiais, animações e captura de movimentos estão muito melhores, enquanto a qualidade de imagem está num outro nível. As distâncias de visão estão maiores e com menos pop-in, o que serve melhor um mundo com um tamanho 4x superior ao de Black Flag - enquanto a iluminação está num outro nível. A PS4 Pro recebe um suporte sólido, sugerindo coisas muito boas para a Xbox One X.

Em termos de estética, temos uma grande melhoria sobre Unity e Syndicate, a Ubisoft puxou pelas GPUs das consolas o máximo possível. Os dias da paridade 900p nos jogos AC na Xbox One e PS4 terminaram. Existe resolução dinâmica em todas as consolas e isto produz resultados diferentes: a PS4 passa a maior parte do tempo a 1080p nativa, com apenas pequenas quedas, enquanto a Xbox One é mais agressiva na conversão - passamos pouco tempo na consola da Microsoft, mas já vimos 792p, 864p e 900p.

Perante a iminente chegada da Xbox One X, as atenções centram-se na PS4 Pro. As melhorias variam de acordo com a cena, variando entre 1350p e 1584p. Será que Origins usa checkerboarding? Parece que não. No entanto, algumas arestas (especialmente nas penas de Senu) sugerem o mesmo tipo de cruzamento de arestas que vimos no trailer da E3, que aparentemente corria na Xbox One X. Esperamos solucionar isto em breve.

Apesar da apresentação de Origins ser menos nítida do que algo nativo (as comparações com a versão PC devem confirmar isso), todas as versões estão sólidas, com pouco brilho nas arestas e outros vestígios. Acreditamos que foi usada anti-aliasing temporal, em todos os sistemas. A Ubisoft procurou um mundo de aspecto orgânico e natural em Origins, com muitas zonas verdes, plantas e folhagem. O efeito estaria altamente comprometido por pixel-popping nestes elementos, mas a consistência em movimento é excelente. É uma grande melhoria sobre os anteriores da série.

Um olhar aos gráficos e performance de Origins na PS4 e Pro.

No entanto, a consequência da AA temporal é uma menor nitidez na imagem, o que nos deixa a questionar sobre a melhoria da Pro sobre a PS4 base - jogos com técnicas anti-aliasing similares, como Uncharted 4, Titanfall 2 e Skyrim - parecem muito idênticos a olho nu, mesmo tendo em conta a diferença na resolução.

Origins é similar, mas quem jogar na Pro perde alguma nitidez na imagem e ganha claridade pois a resolução é aumentada - também tens mais detalhe. O filtro de texturas não parece ter sido melhorado, mas a resolução extra oferece mais dados das amostras, gerando mais detalhe, ocasionalmente produz grandes melhorias no detalhe. Arestas em serra são poucas graças à técnica anti-aliasing temporal, mas onde estão presentes, existe um claro aumento na fidelidade quanto mais poderosa for a consola.

As funcionalidades visuais de Origins são idênticas em todas as plataformas - tens a mesma arte, anti-aliasing idêntico, efeitos e sombras muito similares. Os testes iniciais na Xbox One sugerem que o detalhe a distâncias extremas poderá estar ligeiramente inferior, mas de resto, mas há pouco para as diferenciar - a Ubisoft não quer deixar ninguém ficar mal. A questão é como se porta a performance em cada consola.

PlayStation 4 ProPlayStation 4Xbox One

Todas as plataformas usam resolução dinâmica. A Pro opera entre 1350p-1584p dependendo da complexidade da cena. Não passa por 4K, mas a imagem é mais nítida e detalhada do que na PS4.

PlayStation 4 ProPlayStation 4Xbox One

A qualidade de imagem aguenta-se bem na PS4 e na maioria do tempo corre a 1080p ou pouco abaixo disso. Na Xbox One é menos nítida, correndo entre 792-900p.

PlayStation 4 ProPlayStation 4Xbox One

O nível do filtro de texturas é idêntico entre todas, mas a resolução superior na Pro permite mais amostras ao combinas mip-maps. Repara no chão e rochas que estão mais nítidos.

PlayStation 4 ProPlayStation 4Xbox One

Apesar da arte ser a mesma na PS4 e Pro, os problemas de streaming geram frequentemente arte de qualidade inferior na PS4 em algumas cutscenes.

PlayStation 4 ProPlayStation 4Xbox One

Quem jogar na Pro num ecrã 1080p desfrutará de down-sampling. Isto melhora a nitidez e detalhe na imagem, especialmente em momentos onde a resolução desce ligeiramente abaixo da 1080p na PS4 normal.

Como sempre, 30fps é o alvo para Assassin's Creed. O conversor dinâmico funciona muito bem, assegura um nível de performance consistente na maioria do tempo, sem problemas no ritmo de fotogramas. No entanto, existem problemas.

Seja qual for o sistema, o rácio de fotogramas pode sofrer em cenas mais exigentes - os 30fps começam a soluçar seja devido à folhagem, número de NPCs ou detalhe geral. Os rácios de fotogramas permanecem a altos 20s na maioria do tempo, logo não é preocupante, mas ocorre com demasiada frequência e merece optimização. Na Pro e PS4, ambas perdem fotogramas em casos similares, mas nas cenas mais exigentes - grandes distâncias de visão, muita folhagem e muitos NPCs - a Pro parece melhor equipada para ficar mais perto dos 30fps. É desanimador não se fixar nos 30fps.

As cutscenes deixam o jogo ficar mal. A performance afunda-se nas cinemáticas, feitas com o motor de jogo, que apresentam leituras 20-25fps seja qual for a consola PlayStation em que jogas. A Pro é mais rápida em algumas cenas, mas do que testamos, a PS4 base parece ter uma pequena vantagem - mas nenhuma delas se porta muito bem. O gameplay é o mais importante e ambas estão similares, mas a Pro está melhor equipada para gerir as cenas mais exigentes.

Passamos pouco tempo na Xbox One - apenas algumas horas de gameplay para tirar imagens e capturar vídeo. Os resultados iniciais sugerem que a consola Microsoft não consegue acompanhar a versão PS4. Seja em gameplay ou nas cutscenes, a Xbox One está 1-2fps atrás da PS4 em áreas onde a consola Sony não consegue manter a performance.

Os 10 melhores jogos para a PS4 Os 10 melhores jogos para a PS4

Estamos ansiosos para o testar na Xbox One X - que deverá ser a versão de consola mais impressionante. O código da E3 e Gamescom não convenceu - existiam bugs visuais com texturas de baixa resolução. Mas estamos optimistas baseado no que vimos nestas 3 versões, muito mais polidas. A Xbox One X apenas pode reforçar o que já foi feito nas outras plataformas.

A Ubisoft construiu o jogo para se adaptar bem a diferente hardware - a principal diferença é o nível superior de nitidez quanto mais poder GPU tiver a consola. A PS4 Pro corre entre 1350p-1584p com a resolução dinâmica, mas esperamos muito melhor da Xbox One X devido ao seu poder computacional e largura de banda extras. No entanto, ficamos a questionar se as texturas superiores podem ser tidas em conta devido aos 4GB adicionais de GDDR5. A HDR também está confirmada e é promissora, mas teremos mais sobre o jogo em breve.

Publicidade

Comentários (69)

Criar uma nova conta

OU