Eurogamer.pt

Análise às Especificações: Xbox Project Scorpio

Oito núcleos CPU, mais de 320GB/s de largura de banda de memória, seis teraFLOPS de poder GPU - como conseguiram?

Imagens da motherboard da Microsoft revelam mais sobre a Scorpio...talvez 12GB de memória?

"Quebrar barreiras...Inovação e a tecnologia mais recente...entregando a consola mais poderosa é algo que queremos fazer...o processador gráfico mais poderoso jamais visto numa consola....a maior das resoluções...o melhor dos rácios de fotogramas...sem compromissos...podemos correr a 60Hz...podemos correr com pixeis sem compressão...os pixeis da melhor qualidade...jogos a 4K..."

A proposta da Microsoft para a Project Scorpio foi simples. Enquanto alguns dizem que soa bizarro e até cómico (pixeis sem compressão?), a Microsoft quer recuperar o controlo da superioridade tecnológica com o seu refrescamento de meia geração. Temos um salto ambicioso além da tecnologia na PlayStation 4 Neo e a Microsoft vai usar componentes de topo disponíveis da AMD - tecnologia que já vimos para PC.

Sabemos pouco sobre a performance e especificações mas existe informação suficiente para imaginarmos o que a Scorpio irá oferecer e se poderá cumprir com o que promete.

Eis como a Microsoft revelou a Project Scorpio na E3.

PS4 PS4K Neo Xbox One Project Scorpio
CPU Oito núcleos Jaguar a 1.6GHz Oito núcleos Jaguar a 2.1GHz Oito núcleos Jaguar a 1.75GHz Oito núcleos, especulação: Jaguar numa velocidade superior ou equivalente
GPU 18 unidades computacionais Radeon GCN a 800MHz 36 unidades computacionais GCN melhoradas a 911MHz 12 unidades computacionais GCN a 853MHz Especulação: 56/60 GCN unidades computacionais a 800-850MHz
Memória 8GB GDDR5 a 176GB/s 8GB GDDR5 a 218GB/s 8GB DDR3 a 68GB/s e 32MB ESRAM num máximo de 218GB/s Mais de 320GB/s de largura de banda - especulação: 12GB de GDDR5

GPU: O Quão mais rápida que a PlayStation Neo

Vamos falar sobre a GPU - área em que a Microsoft está muito orgulhosa. Confirmam-se os rumores dos 6 teraFLOPs de poder de processamento, ultrapassando os 4.2TF da Neo. Cerca de 40% mais rápida, relembrando a vantagem da actual PS4 sobre a actual Xbox One.

Sabemos como a Sony chegou a este alvo de performance - usa quase certamente o núcleo gráfico Polaris 10 da AMD, com 36 unidades computacionais GCN de nova geração a 911MHz. É uma versão com relógio inferior da Radeon RX 480 - a próxima gráfica da AMD que custará €199, vocacionada para o jogador mainstream com boas capacidades VR. Temos quase a certeza que esta é uma GPU readaptada de um produto ainda por apresentar, muito possivelmente um com 40 unidades computacionais. Ao deixar uma porção das UCs desactivada, os chips imperfeitos podem ser usados - táctica usada na PS4 e Xbox One, ambas têm duas UCs desactivadas no silício.

baseado no diferencial nas especificações entre a Neo e a Scorpio, é improvável que a nova consola da Microsoft use a Polaris sequer. seria preciso um grande overclock nm componente com 40 UCs para chegar a 6TF, e baseado na imagem que vimos, o esquema de aquecimento planeado para a Scorpio parece vazio. Apostamos numa versão com downclock tura tecnologia Vega da AMD.

Graças a um descuidado engenheiro da AMD, que revelou algumas das especificações da Vega no seu perfil LinkedIn (!) sabemos que o processador completo permite 64 unidades computacionais. Presumindo que são cortadas para 56 (como na Radeon R9 Fury, uma versão inferior da Fury X com 64 UC) um relógio entre 830-850MHz parece provável. Alternativamente, e mais provável, podemos ter 60 UCs a 800MHz. Ambos representam um salto substancial sobre a PS4 Neo, enquanto o aumento na performance sobre a PS4 e Xbox One seria ainda maior.

Memória: 12GB de GDDR5?

A Microsoft também apresentou dados concretos para a largura de banda da memória, dizendo-nos que terá mais de 320GB/s. Dá-nos pontos muito úteis. Primeiro, quase certamente a experiência ESRAM na Xbox One é coisa do passado - a Microsoft irá seguir uma abordagem estreada pela Sony usando uma só piscina unificada de memória baseada na tecnologia gráfica RAM do PC. Qual delas ainda não sabemos - será GDDR5 ou a mais rápida G5X presente na GTX 1080 da Nvidia?

A figura de 320GB/s pode ser alcançada com 8GB de G5X usando um canal de 256-bit, ou então pode usar uma interface 384-bit juntamente com 12GB de GDDR5. É aqui que as renderizações estilizadas da motherboard Scorpio são úteis pois podemos contar quantos módulos de memória existem - são visíveis 12 chips de memória, confirmando o uso da tecnologia de memória de actual geração e não a HBM2 esperada para a Vega e Titan de nova geração da Nvidia. Isto também sugere que a Scorpio tem outra grande vantagem sobre a PS4 Neo - não apenas mais 100GB/s de largura de banda mas também 4GB adicionais de RAM onboard.

E isto é bom se a Microsoft quiser chegar ao objectivo dos 4K - a PS4 Neo apenas oferecer 512MB adicionais para os programadores comparado com a PS4 original, significando espaço limitado para texturas de maior resolução. A Scorpio não irá oferecer apenas resoluções superiores, irá ter mais espaço para texturas de maior detalhe. A única questão é o quão rápida a RAM pode ser preenchida - presumindo que ainda usam discos rígidos de 5400rpm, 12GB demorará muito tempo para ocupar em pleno. Pelo outro lado, ouvimos de alguns programadores que os 8GB de memória na Neo não são suficientes para tirar o máximo de ecrãs 4K.

CPU: Oito núcleos, mas como são?

A Microsoft não falou muito sobre a CPU na Scorpio e tal até pode sugerir que é devido à falta de uma grande melhoria sobre a Xbox One. Apenas uma especificação foi revelada - a Scorpio terá 8 núcleos CPU, tal como a actual Xbox One, PS4 e a PS4K Neo.

Na teoria, existem duas tecnologias CPU disponíveis para a Microsoft - os existentes núcleos Jaguar (ou uma visão mais moderna deles), ou a tecnologia Zen da AMD. Olhando para as probabilidades, diríamos que é pouco provável ser a Zen - se fosse, a Microsoft falaria muito mais disto. O que sabemos da Zen de oito núcleos é que é um processador desktop de topo que irá provavelmente precisar de uma grande área de silício. Integrar isso juntamente com um núcleo GPU já grande parece muito ambicioso.

Com isso em mente, esperávamos uma maior disparidade entre poder CPU e GPU nas consolas, e a importância do DX12 e do GPGPU cresce com mais importância - mais tarefas associadas à CPU serão passadas para a GPU. Presumindo que a Scorpio usa mesmo núcleos CPU AMD mais orientados para mobile, devemos esperar maiores velocidades de relógio pelo menos - a PS4 Neo corre os seus núcleos a 2.1GHz vs. os 1.6GHz da PS4 padrão.

Pode a Project Scorpio cumprir a promessa de VR e 4K?

Baseado na existente tecnologia Radeon AMD, a conclusão é que 6TP de poder GPU não chegam para dar vida a uma boa experiência 4K. A R9 390X da AMD oferece cerca de 5.9TF e tem problemas em correr a 4K e 30fps em jogos PC modernos. Podemos presumir que a passagem para a próxima arquitectura GCN nos dará mais melhorias na eficiência, mas é difícil acreditar que isto chega para tornar uma GPU do nível da 390X numa equivalente de topo da Radeon R9 Fury X (8.4TF).

Mas já vimos programadores extrair mais da Xbox One e PS4 do que das equivalentes PC - as demos E3 de Gears of War 4 e Forza Horizon 3 correm em equivalentes a gráfica R7 360 da AMD que custa €109 por isso talvez possa mesmo correr jogos a 4K nativa.

No entanto, também é provável existir upscaling, e apesar de não ser a verdadeira 4K prometida, pode produzir bons resultados. Usar uma Fury X no PC, permite correr Star Wars Battlefront a 4K mas com uma escala de 85% da resolução. Além disso, podemos aumentar as definições de qualidade sobre as equivalentes nas consolas - e o resultado podia ser fenomenal. Também já vimos resultados soberbos de 3200x1800 convertida para 4K. Em termos de VR - não devem haver problemas. Uma GPU Radeon com 6TF terá facilmente melhor performance que a R9 290 padrão e a GTX 970 sugeridas para a VR no PC.

Presumindo que a Scorpio pode oferecer performance ao nível da Fury X, gameplay a 4K pode estar fora do alcance de vários jogos, mas como visto em jogos como Star Wars Battlefront - testado aqui - podemos ajustar as definições e aplicar uma gentil conversão de resolução e obter resultados fantásticos.

Onde é que fica a PlayStation 4K Neo com isto?

É uma reviravolta espantosa. Uma boa porção do sucesso da PS4 deveu-se à vantagem nas especificações sobre a Xbox One, combinado com um foco no jogador dedicado. A vantagem da Sony irá desaparecer na próxima vaga de equipamento - já sabemos que não pode suportar verdadeira 4K em jogos mais exigentes, pois já vimos os documentos internos da Sony que informam sobre as estratégias de conversão de resolução para ecrãs 4K. Também não é viável para a Sony produzir uma Neo radicalmente revista - o silício já foi desenhado, os kits de desenvolvimento enviados. Igualar a Scorpio poderá exigir riscar completamente o processador existente.

A única opção para a Sony é a rota da Microsoft com a Xbox One perante a PS4 - acelerar o relógio. Pode aproximar a Neo da Scorpio mas chegar aos 6TF está fora de hipóteses: a Sony precisaria de 40 UC Polaris 10 a 1.2GHz para chegar ao mesmo nível. E isso não corrigiria o défice de 100GB/s na largura de banda ou a diferença de 4GB de memória que separam as duas.

Zelda Breath of the Wild: Como obter a Master Sword Zelda Breath of the Wild: Como obter a Master Sword

Talvez seja o preço a decidir tudo. A Microsoft acredita que a AMD conseguirá construir um design semi-personalizado capaz de criar a consola mais poderosa de sempre. A GPU é mais poderosa e será maior, o que significa que será cara de produzir. Presumindo que estamos certo quanto aos 4GB de memória adicional, também não será barato - quando fomos ao evento da AMD em Munique para o lançamento da Fury X e série Radeon 300, disseram-nos que adicionar mais 4GB de GDDR5 à R9 390/390X custaria perto de $30 por unidade. Resumindo, não será surpresa se a Scorpio custar muito mais que a Neo - talvez $100 mais.

A Sony vai sentir pressão - especialmente porque a sua nova consola é apontada para os mais dedicados, que querem o melhor do melhor. Se a Neo chegar este ano, terá uma grande vantagem sobre a Scorpio. No entanto, se tivermos um lançamento em Março de 2017, muitos podem esperar pela Scorpio - especialmente se o novo equipamento não entregar melhorias tecnológicas visivelmente superiores ao que temos na PS4 actual.

Publicidade

Comentários (116)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!