Aliens vs Predator

Qual a vossa espécie favorita?

Versão testada: PlayStation 3

Três diferentes tipos de raças, duas delas alienígenas, cada uma com os seus propósitos e objectivos, cada uma com os seus pontos fortes e fracos, todas elas lutam pela sua sobrevivência. Isto é a essência de Aliens vs Predator, e foi sempre isso, pelo menos na minha opinião, que os filmes de Aliens vs Predator retrataram. A Rebellion tenta com este novo título ressuscitar este “envelhecido” franchise, e de certa forma, em alguns aspectos conseguiu ter sucesso no seu objectivo, mas para um jogo que mete à mistura duas das mais mortíferas raças alienígenas de todo o universo, esperava que o resultado fosse algo mais explosivo e emocionante.

No princípio, se escolhermos começar como Marine, o jogo consegue nos envolver na sua atmosfera, o medo é constante e assume controlo das nossas acções, temos receio de nos mexer e antes de o fazermos, observamos atentamente todos os ângulos. Nos ambientes fechados a escuridão rodeia-nos e apenas temos a pequena luz de uma lanterna e um radar para orientação. Quando o radar começa a apitar significa que o perigo está perto e adrenalina sobe de forma exponencial. O problema que afecta esta campanha, é que todas estas emoções iniciais começam a perder o efeito no decorrer da campanha como Marine, que apesar da sua curta duração, consegue se tornar monótona, desinteressante e banal.

5

Um Alien nunca vem só.

Os Aliens infiltram-se bem no escuro, por vezes demasiado bem. É comum, quando o radar começa a apitar, perdermos alguns segundos a tentar avistar os Aliens. Por vezes estão mesmo debaixo dos nossos narizes e mesmo assim não os conseguimos ver. Quando somos atacados por vários Aliens ao mesmo tempo num ambiente escuro, é difícil manter a orientação, e por vezes acabamos por perder a vida. Este factor ajuda a recriar de forma fiel a tensão e o medo de sermos atacados por um grupo enraivecido de Aliens.

Por incrível que pareça, em Aliens vs Predator não podemos abaixar-nos, e por consequência, para nos protegermos de ataques inimigos temos que procurar um objecto qualquer que nos cubra o corpo todo. Outro elemento essencial num FPS que não está presente em Aliens vs Predator são as granadas. No entanto, existem ataques corpo-a-corpo que provam ser bastante úteis para contra-atacar os inimigos.

6

Presa fácil.

Se pensam que o Marine é elemento mais fraco do jogo, enganam-se, estamos bem armados. Temos metralhadoras, espingardas, snipers, lança-chamas, uma pistola com munição ilimitada, e uma arma com mira automática, que às vezes não funciona correctamente. Com estas armas podemos desmembrar os Aliens, como arrancar uma perna ou um braço, incapacitando-os e deixando-os a rastejar. Depois de os matarem cuidado com o seu sangue ácido, se passarem por cima deste perdem vida.

Depois do Marine, temos claro as criaturas mais perigosas do universo, o poderoso Predator e o voraz Alien. Digo desde já que ao jogar as campanhas destes dois, senti que foram deixadas para segundo plano, talvez devido à sua menor duração, repetitividade e por não aproveitarem as capacidades máximas que estas espécies têm para oferecer.

Comentários (34)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!