Eurogamer.pt

Epic Games: Mercado tradicional de consolas vai sofrer um forte retrocesso

Acredita que os jovens já não estão interessados em jogar nas consolas.

1

Numa longa entrevista com o Glixel, Tim Sweeney, fundador da Epic Games, falou sobre o impacto da realidade virtual, o futuro dos videojogos para telemóveis e o retrocesso do mercado tradicional das consolas.

Sweeney acredita tendo por base dados de vendas de consolas e títulos referentes à passada época festiva, que o mercado das consolas de sala está ou entrará em breve em retrocesso.

"Todos os dados de vendas das consolas durante esta época festiva indicam que o mercado está prestes a atravessar um importante retrocesso. Não acredito que seja algo sazonal. Penso que estamos a dar-nos conta de que os jovens não querem continuar a jogar nas consolas. Existe uma geração de jogadores cada vez mais velhos, como muitos de nós na Epic, que estão agarrados a elas, mas alguns estão também a dar o salto," explicou.

O fundador da Epic Games também acredita que o modelo de lançar videojogos a cada Natal está obsoleto, por muito que tentem introduzir melhorias nos jogos que conseguem vender o seu grosso de unidades na época de Natal, está a ser muito caro até para as companhias grandes do sector.

"Vai ser uma verdadeira e árdua tarefa para os gigantes da indústria, aqueles que desenvolvem jogos e os editam, para adaptarem-se a esta transição. Estou muito agradecido que na Epic tenhamos percebido que isto iria acontecer há cerca de quatro anos atrás e agora temos coisas como Paragon a funcionar e muito em breve vamos repetir a fórmula com Fortnite, bem como outros projectos que estão em produção. Vai ser muito difícil para uma companhia com equipas de mil funcionários lançar novas edições de jogos todos os anos e ainda por cima com um modelo de negócio completamente novo," concluiu.

O presidente da Epic, acredita que o PC e a mobilidade dos smartphones, mudaram tudo. "As pessoas mais novas estão a crescer num mercado móvel. Estão a jogar de formas diferentes, geralmente em sessões curtas ao longo do dia. Não é o tipo de experiência em que te sentas durante quatro horas a jogar. E muitos dos jogadores que jogavam nas consolas estão a mudar cada vez mais para o PC. O PC está a tornar-se numa forma mais conveniente de jogar. E existem jogos como League of Legends, Dota, Overwatch que estão a tornar-se num factor cada vez maior no ecossistema do PC."

Publicidade

Comentários (50)

Criar uma nova conta

OU