Eurogamer.pt

Pokémon Go - Dicas de quem os apanhou a todos

Torna a tua caça mais eficaz.

Nick Johnson tornou-se o primeiro jogador de Pokémon Go a conseguir apanhar todos os Pokémon disponíveis na América do Norte e este habitante de Brooklyn decidiu partilhar com todos os jogadores as dicas essenciais para conseguir o mesmo. Pokémon Go, o jogo de realidade aumentada para iOS e Android que conquistou o mundo de um dia para o outro, está a quebrar todo o tipo de recordes mobile e está repleto de notícias inacreditáveis mas se quiserem aperfeiçoar o vosso jogo, entăo partilhamos aqui as dicas de Johnson.

Johnson aconselha o uso de calçado altamente confortável já que caminhava cerca de 13km por dia após sair do trabalho. De acordo com o treinado Norte Americano, o jogo reconhece melhor uma passada com bom ritmo do que uma caminhada lenta. O que é útil para quem quer chocar ovos. Se o estiverem a fazer, entăo caminhem em linha recta pois Pokémon Go mede a distância periodicamente ao verificar a tua distância e calculando a linha recta entre onde estavas e onde estás.

Se estiverem a caminhar em círculos, o jogo năo fará uma medida correcta da distância percorrida e isso poderá ser altamente desgastante para os jogadores. Ainda a respeito de esforços, para os que querem subir rapidamente de nível, Johnson diz que devem focar os esforços em Pokémon relativamente comuns, como Pidgey e Weedle, porque precisam apenas de 12 ou 15 doces para evoluir - ao invés dos 50 ou mais doces que as criaturas mais raras e poderosas exigem.

Os que quiserem facilitar a sua caçada em Pokémon Go gastando dinheiro real, Johnson recomenda os incubadores de ovos como a melhor compra mas acima de tudo, a chave é jogar com outras pessoas. Apesar de Pokémon Go năo envergar muitas funcionalidades sociais, tornou-se num jogo de elevada interacçăo social e podem sempre pedir ajuda a outros que caminham ao vosso lado sobre locais onde encontrar Pokémon que vos continuam a escapar.

Johnson diz que passou dias ŕ procura de Dratini, um Pokémon do estilo Dragăo muito raro, mas um jogador aleatório com o qual falou disse-lhe que existiu um ninho secreto em Nova Jérsia onde o poderia encontrar e num dia conseguiu o suficiente para o evoluir para Dragonite. As comunidades online também podem facilitar imenso a troca de descobertas por isso năo hesitem em interagir com outros treinadores.

Este treinador também ficou acordado até altas horas da madrugada ŕ espera de apanhar algum Pokémon raro e partilha que existem sítios públicos de elevada referęncia que podem apresentar criaturas raras com maior facilidade. Muitos surgem com intervalos de 30 minutos por isso aparecia nesses locais quando estava a chegar uma nova hora.

Para aperfeiçoar a sua caça, Johnson pegava no telemóvel da namorada, quando esta se fartava de procurar Pokémon, e usava-o como um radar para assegurar que năo falhava nenhum quando estava numa batalha num ginásio.

Por último, Johnson diz que é muito útil utilizar a anterior aplicaçăo da Niantic, chamada Ingress. Para quem năo conhece, Ingress é mesmo muito similar a Pokémon Go e muitos dos seus dados foram transportados para o novo jogo. Se olharem para Ingress, verăo no mapa zonas repletas de pontos brancos, chamados "Matéria Exótica", e áreas de elevada concentraçăo representam locais com grande probabilidade de encontrarem criaturas mais raras.

O truque é abrir Ingress e verificar os locais no mapa com maior quantidade de "Matéria Exótica" e depois passar logo para Pokémon Go para que o Pokémon seja assinalado no mapa. Johnson diz que năo é garantido a 100% mas que por diversas vezes optou por utilizar Ingress para capturar Pokémon mais raros em Pokémon Go.

Publicidade

Comentários (3)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!