Eurogamer.pt

Satoru Iwata admitiu que via Miyamoto como um rival

Isto quando entrou para a indústria dos videojogos.

Numa entrevista com o site 4Gamer, Satoru Iwata, presidente da Nintendo, admitiu que quando começou o seu trabalho na indústria de videojogos via Shigeru Miyamoto como um rival.

Iwata foi contratado pela HAL Laboratory, uma filial da Nintendo, depois de ter terminado os seus estudos universitários.

"Tenho esta estranha sensação de dever em relação a codificar a 'Metodologia de Miyamoto', porque sinto que seria útil para a indústria dos jogos se ela pudesse ser escrita. Comecei um projecto parecido ao 'Iwata Asks' por essa razão. E, claro, gostava de vê-lo por escrito para que pudesse também entendê-lo, porque quando estava a começar decidi, de forma um pouco arbitrária, que Miyamoto era o meu rival, apesar de agora ser um pouco embaraçoso admiti-lo," explicou Iwata.

"Vocês acreditam que durante muito tempo decidi por mim mesmo, de forma completamente arbitrária e sem qualquer tipo de reciprocidade, que ele era meu rival e que eu queria fazer algo com a única intenção de lhe infernizar?"

Iwata referiu que rapidamente se deu conta do talento de Miyamoto e de que era uma pessoa fantástica que conta com uma metodologia que Iwata simplesmente não tem.

Iwata classificou Miyamoto de génio, e explicou que uma das habilidades de Miyamoto é a forma de como resolve os problemas no desenho de jogos.

"Miyamoto diz que quando um problema não pode ser resolvido é porque alguém está a mentir. Ele não diz mentir no mau sentido, mas que o processo mental dessa pessoa está errado, ou porque estão a olhar para esse problema de uma forma equivocada."

"Como é que eu posso explicar isto, Miyamoto é um génio na criação das mudanças de percepção. Explicar de uma forma simples o valor da mudança de percepção de uma pessoa faz com que as pessoas fiquem felizes, por isso trata-se de uma habilidade muito interessante."

Publicidade

Comentários (6)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!