Wii Party U - Análise

Há festa na sala!

Três anos após o lançamento de Wii Party para a Nintendo Wii, a Nintendo regressa com a sequela que muitos aguardavam para a Nintendo Wii U. Se Nintendo Land foi a porta de entrada para o modelo de jogabilidade assimétrica, jogos casuais e por isso compatíveis para todo o tipo de jogadores de qualquer idade, a quase exclusividade do GamePad veio absorver algum do efeito mais prático presente nos jogos de família, onde se insere a linha de mini jogos desenvolvidos em Wii Party. De certo modo, com Wii Party U regressa em grande forma o bom velho Wii remote, em plano de igualdade com o GamePad, para um cruzamento eficaz e muito divertido.

Não digo que este jogo devia ter sido aposta inicial no quadro de lançamento de jogos da Wii U. Para mim, Nintendo Land era inevitável na primeira vaga de jogos Wii U, sobretudo porque deu uma boa dimensão das capacidades do GamePad e continua a ser definido como uma firme opção para quem elege uma Wii U como sistema de entretenimento no centro da sala. Quase um ano depois, e com um intervalo significativo desde o original, Wii Party regressa agora à Wii U.

1

Neste mini jogo os jogadores competem em corridas usando diferentes animais do Jardim Zoológico.

Mais sobre Wii Party U

Para muitos este é o jogo ideal para a época que se avizinha. Em Wii Party U voltamos a encontrar todo o tipo de jogos que marcaram o original, mas agora com uma renovação que nos leva a assumir a experiência quase como uma novidade. Compatível com momentos curtos ou mais longos de jogo, representa o escape perfeito para uma tarde de convívio com amigos e família. É verdade que para os menos experimentados, certos mini jogos podem exigir uma combinação de botões algo mais exigente, ao ponto de os deixar ligeiramente aturdidos e em desvantagem para um hardcore gamer capaz de somar sucessos em todos os desafios. Mas não perdem o sentido do divertimento. Se um minijogo se revelou complexo, o seguinte pode ser mais fácil.

Ao todo os produtores reclamam mais de setenta minijogos disponíveis para quatro jogadores em simultâneo. É um número muito positivo que arrasta consigo uma ausência de repetição mesmo que estejam a jogar durante algumas tardes ou manhãs seguidas. A possibilidade de encontrarem o mesmo jogo num curto espaço de tempo é diminuta, uma vez que os minijogos são sorteados aleatoriamente quando é o computador a decidir. No caso dos jogos de mesa, os jogadores podem, nalguns casos, escolher um de entre três, mas também os minijogos disponíveis variam imenso. Além disso, os minijogos desenvolvidos para esta versão são totalmente novos, o que faz desta uma experiência ainda mais refrescante.

A apresentação é especial, adorável e um mimo, bem reveladora da postura da Nintendo neste desenvolvimento de jogos. Apesar do seu aspecto minimalista, é de uma navegação muito fácil, com modos de jogo bem organizados, destacados e com uma definição clara das regras de cada minijogo, estando disponível, paralelamente, uma opção que permite aos jogadores treinarem, como forma de se adaptarem ao jogo.

2

Autenticos voos.

Filipe e Filipa Festarola são os apresentadores, uma espécie de guias que nos acompanham em todo o momento desta viagem à feira de variedades. Estes elementos promovem ainda mais a genuinidade da experiência. Embora pareça um produto fácil e simples à luz de quem experimenta, atendendo ao seu escopo e à finalidade, revela um trabalho muito seguro e bem conseguido.

Como já sucedia em Wii Party, Wii Party U está dividido por três grandes segmentos de jogos e minijogos. Mas desta vez a grande novidade é a entrada em cena do GamePad, um elemento que vem mudar a forma como os jogadores podem interagir em muitos minijogos, ora tendo uma utilização quase exclusiva e desligada do televisor (através do tal modo off TV), ora emparelhando-se com os Wii remote que voltam a ser convidados para o centro da experiência em família e o instrumento de utilização obrigatória em certos jogos.

Para retirar o máximo proveito de Wii Party U, requer-se uma sala cheia e uma mesa ao meio das cadeiras para os quatro jogadores, que se deverão acomodar ao redor do televisor. Em muitos minijogos o GamePad começa por se posicionar, descansado, ao centro, mas não tarda até que vá circulando pelas mãos dos jogadores. Para além do GamePad podem conectar mais quatro Wii remotes.

3

Fato Super Mario completo.

Em termos de longevidade, o modo Festa na TV é aquele que proporciona sessões mais prolongadas, com uma duração variável entre períodos de vinte minutos até uma hora de jogo. Constituído por 5 grandes jogos baseados nos jogos de progressão sobre tabuleiro de cartão, possuem esquemas baseados em grelhas do género monopólio, nas quais o jogador rola os dados para saber quantas casas tem de progredir. Todos estes jogos apresentam diferentes conceitos e regras, sendo que em termos de mecânicas um dos meus favoritos é o jogo Chuva de Bolas. Disputado em torno de vários encontros, os jogadores competem através dos minijogos de modo a ganharem o maior número de esferas coloridas possíveis. Quem ficar em primeiro recolhe o maior número de pequenas esferas, que são depois lançadas para uma espécie de gavetas automaticamente móveis, empurrando as que se encontram na ponta à medida que são adicionadas as novas bolas acabadas de despejar. Por cada bola que cair no saco ganhamos uma certa pontuação, enquanto que outras subtraem, como a bola que tem o desenho de uma caveira.

A Praça da Moda leva os concorrentes a viajarem ao longo de um tabuleiro em forma de circuito, coleccionando peças de roupa pelo meio, através das lojas que vendem um boné, um fato de Mario, de pirata, entre outros. Quando possuírem uma indumentária ou fatos completos, os jogadores devem encaminhar-se para o palco central onde irão obter uma pontuação em função da sua apresentação. Acontece que os adversários podem sempre roubar alguma peça de roupa ou ganhar objectos extra, impedindo que obtenham uma pontuação máxima.

O conceito do jogo Festa em Equipa transporta-nos para outro âmbito, o das combinações de camisolas e números nas camisolas de uma equipa de futebol. No final de cada desafio de mini jogos, o jogador melhor classificado tem o poder de escolher de uma série de jogadores de futebol (quais os que pretende incluir na equipa), em função das regras supra mencionadas. O ecrã do GamePad revela as combinações possíveis de modo a obter os melhores resultados. Ganha quem obtiver melhor pontuação.

Comentários (5)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!