Sonic Lost World - Análise - 3DS

Perdido entre mundos.

É uma ambiciosa decisão, lançar dois jogos com o mesmo nome em plataformas diferentes de uma mesma marca. Acontece que Sonic Lost World na Wii U não é semelhante ao jogo que corre na 3DS, nem sequer se trata de uma conversão. A produção em separado do Sonic para a Nintendo 3DS é uma produção inteira da Dimps, estúdio subsidiário da Sega. O lançamento de um jogo portátil não significa uma produção menor, infelizmente o resultado final fica muito aquém do que poderíamos esperar. Em boa parte, Sonic Lost World representa uma desilusão das boas ideias que fluem na versão Wii. Revela-se um jogo apressado (que necessitava de mais tempo de produção), precipitado e algo vulgar, embora não seja negativo, nem constitua um falhanço completo.

Mas enquanto que a versão Wii U nos mostra uma dedicação da Sonic Team em afinar e polir as diferentes perspectivas e conceitos que fluem no jogo, é exactamente isso que desaparece na versão portátil, na qual emerge uma série de desafios pouco sustentados e até um pouco fora do que é normal encontrar em jogos de plataformas para a 3DS. Numa máquina onde Super Mario 3D Land continua a imperar, é pena que Sonic Lost World não tenha beneficiado do mesmo tratamento. O termo de comparação entre os dois jogos evidencia o que escrevi nestes dois parágrafos. Estou convencido que uma produção mais intensa e dedicada, seguramente produziria outros resultados.

1

Os confrontos são uma constante.

Sonic Lost World para a 3DS é um jogo que segue o mesmo percurso da versão Wii U. Ao nível da história, do enquadramento das áreas e da extensão dos níveis, são jogos muito semelhantes. No entanto, apesar de partilharem o mesmo background e design, as zonas que Sonic irá atravessar oferecem uma diferente organização, o que revela a autonomia da Dimps em pensar o jogo por si mesmo. Todavia, não se percebe uma falha gritante. Desde logo a resolução imprópria durante os segmentos animados, tornando óbvios os pixeis e feias as sequências, o que deixa antever o pior. Nós temos o jogo a correr na 3DS XL, e mesmo desligando os efeitos 3D, a imagem não melhora. Não sabemos se isto é um efeito do aumento do ecrã da XL, por comparação com a versão normal. Porém é uma mancha que não se pode apagar.

No que respeita à jogabilidade, Sonic Lost World para a 3DS mantém a mesma extensão e diversidade de perspectivas dentro dos níveis. Nalguns segmentos Sonic começa por ser acompanhado por uma perspectiva tradicional em 3D, transitando depois para os momentos mais nostálgicos em 2D. Os mundos esféricos também se encontram presentes, assim como as mecânicas de ataque, nomeadamente o alvo semi-automático, o kick dash e o dash. A fluidez de jogo é interessante, embora com menos fulgor visual. Dentro do que fica como mais positivo, temos uma gestão de mecânicas algo similar à versão Wii U, sendo decisiva de modo a manter o jogador minimamente interessado na progressão.

Porém, alguns dos poderes especiais não beneficiam da melhor execução. A resposta dos comandos, nalguns casos, tende a dificultar ainda mais a tarefa do jogador. Em momentos onde se exige precisão, os movimentos através do giroscópio acabam por dificultar a tarefa, levando-nos a repetir várias vezes a mesma secção. Por outro lado, parte desses problemas, sobretudo quando se exige uma utilização constante de alguns poderes, poderiam ter sido minimizados através de um encurtamento dos níveis. Pese embora existam segmentos intermédios de gravação, o jogador está demasiado tempo em jogo, arriscando-se a ficar sem vidas antes de cruzar a meta, tendo que fazer tudo novamente. Falta apuramento de design nos níveis em 2D. Muitas vezes a navegação

A adição dos níveis especiais, nos quais somos incumbidos de capturar todas as Chaos Emeralds, devolve-nos o velho modelo de Nights. Ao voar entre obstáculos, a sensação é muito similar ao jogo lançado para a Saturn, no entanto o sistema de comandos por movimentos (através do giroscópio) põe à mostra as fragilidades da adaptação do elemento da 3DS, levando-nos a causar com frequência movimentos erráticos, pelo que torna deveras exigente a captura das esmeraldas em tempo útil.

2

Nos time trials o objectivo é completar o nível o mais depressa possível e atravessar uma parede a correr quando necessário.

No final de cada nível Sonic transfere uma série de recursos para a fábrica de Tails, onde constrói alguns veículos, como aparelhos que gravitam. Para lá da campanha, o jogo possui outros modos de jogo, nomeadamente os famosos Time Trials, acompanhados por tabelas de liderança online. Ao contrário da versão Wii U que limita o multiplayer a presença local, na versão 3DS podem jogar quatro jogadores através do sistema de ligação à rede da consola. Vários modos de jogo acompanham a opção, entre corridas e batalhas em arenas.

Sem dúvida que Sonic Lost World possui bastantes modos de jogo e conteúdos, mas a dificuldade em projectar a campanha individual ao nível da versão Wii U é evidente. O que podia ser uma experiência fluida e bem organizada em termos de design, dá lugar a uma série de lacunas e inconsistências que impedem o jogo de obter o sucesso desejado pelos seus produtores.

5 / 10

Lê o nosso Sistema de Pontuação Sonic Lost World - Análise - 3DS Vítor Alexandre Perdido entre mundos. 2013-10-22T15:14:00+01:00 5 10

Comentários (4)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!