Jacob Jones And The Bigfoot Mystery Episode One - Análise

Têm espírito aventureiro e vontade de resolver enigmas?

Não se deixem levar pelos gráficos bonitos e pelas personagens fofinhas! Os puzzles são tremendamente dificeis!

Versão testada: PlayStation Vita

Pé Grande, em inglês Bigfoot ou Sasquatch, é o nome dado a uma criatura com a forma de um grande macaco que se acredita viver nas regiões selvagens e remotas dos Estados Unidos e Canadá. Supõe-se que seria um animal aparentado do Iéti tibetano, ou seja, o conhecido "Abominável Homem das Neves".

Este misterioso animal é apenas visto em fotografias meias desfocadas e nunca muito próximas, a não ser que tenham posto as vossas mãos no primeiro episódio de Jacob Jones and the Bigfoot Mistery.

Neste episódio, terão a oportunidade de experimentar um jogo de aventura, juntamente com puzzles à mistura. E se de repente nada vos vem à cabeça para este tipo de jogo, tenho a dizer-vos que de certa forma é semelhante às séries do Professor Layton, no entanto, este ainda precisava de crescer um pouquinho mais para que pudesse combater com esse rival.

À medida que comecei a entrar dentro do primeiro episódio "A Bump in the Night", é que me fui recordando o quanto a PS Vita tem crescido através de novos lançamentos e jogos anunciados. Acredito que este sistema que foi implementado com o ecrã tátil alastrado é o destino ideal para os criadores dos jogos de aventura que querem apostar nos smartphones e nas consolas em simultâneo.

"embora os gráficos sejam bonitos e fofos e a narrativa algo infantil, tenham em conta que os puzzles são surpreendentemente difíceis."

2

A história situa-nos inicialmente numa viagem do pequeno Jacob, com os seus pais até a um acampamento de verão, na esperança de que o seu filho consiga socializar com amigos da sua idade. Tal como a maior parte das crianças são neste tipo de situações, podemos entender que Jacob demonstra ser cauteloso inicialmente, mas que logo se redime ao seu destino e tenta dar o seu melhor para se enquadrar no novo ambiente. E logo depois do primeiro desafio, Jacob tem de arranjar uma forma de mover o tronco caído a meio da estrada para seguirem viagem.

3

Para se moverem, devem apenas deslizar com o dedo no ecrã e JJ move-se para a próxima área, ou para interagir com objetos ou pessoas, basta um simples toque. Na verdade, achei a jogabilidade do jogo a coisa mais fácil. Digamos que este título será bem mais apropriado para um público infantil que goste de interagir de forma rápida e fácil, aliado a gráficos papercraft todos arrojados e fofos.

" (...) nesta resolução de puzzles podem contar com um sistema bastante flexível que ajuda o jogador"

Mas, enquanto pensam que os gráficos bonitos e fofos com uma narrativa algo infantil são mais apropriado para um público infantil, tenham em conta que os puzzles são surpreendentemente difíceis. Bem, alguns. E que ao longo do jogo vamos percebendo que para podermos progredir na estória, precisamos de resolver os puzzles que nos vão dando. Simples puzzles como tentar organizar o teu guarda-roupa e o dos teus amigos, ainda é capaz de dar algumas dores de cabeça, fazer contas matemáticas, descobrir qual o formato de certos objetos, ou então descobrir numa lenda urbana, como é que uma estátua conseguiu fugir do acampamento depois de ter morto as cheerleaders.

4

Não tenham vergonha ou não se sintam orgulhosos por terem de usar as dicas que o próprio desafio vos proporciona como ajuda. Na verdade, conforme progredimos no jogo, mais difícil estes se tornam, o que cheguei mesmo a pensar se por acaso a tradução para o jogo não estaria mal feita, uma vez que me encontrei com alguns puzzles ditos "impossíveis" por ter pouca informação e ter interpretado, eventualmente, mal.

"Existe também uma interação entre a PS Vita e o jogador assim que temos os loadings enquanto esperamos retomar o nosso ritmo de jogo."

Portanto, nesta resolução de puzzles podem contar com um sistema bastante flexível que ajuda o jogador, onde é possível comprarem dicas de três variedades por uma quantidade de créditos. E não, não têm de pagar dinheiro real. Simplesmente têm de ir apanhando as latas atiradas para a natureza de forma a ganharem os créditos e assim gastarem nessas ajudas. Assim que compram as dicas, a ajuda é dada no primeiro plano, via internet. Na segunda opção somos ajudados pelo nosso tio através de uma troca de mensagens. Na última opção, que gasta três créditos e é a melhor dica, ligamos ao irmão da personagem.

Têm ainda a opção de escapar a três puzzles através de um pass contido já dentro do menu dos desafios, mas assim acabam por perder a pontuação total, por passarem à frente.

Comentários (5)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!