The Elder Scrolls V: Skyrim - Análise

Adeus vida social.

The Elder Scrolls V: Skyrim é um monstro. É enorme, rico em quests e simplesmente fantástico. Se quiseres saber tudo sobre o jogo este artigo será de extrema ajuda. The Elder Scroll V: Skyrim - Guia completo, truques, dicas, troféus.

Perder a noção do tempo é fácil em The Elder Scrolls V: Skyrim. Este RPG da Bethesda parece ter a capacidade de nos sugar por completo para o seu mundo incrível e de proporções gigantescas. Depois de várias horas a jogar por dia, só o cansaço do corpo me impedia de continuar a aventura. E mesmo quando não estava a jogar, pensava no jogo.

Skyrim é o quinto capítulo na saga The Elder Scrolls, e a Bethesda tem vindo a aperfeiçoar a formula ao longo dos anos. Naturalmente, Skyrim herda muito do capítulo anterior, Oblivion, mais especificamente nas mecânicas e estrutura de jogo. De resto, tudo é novo, um novo mundo para explorar, uma nova estória para conhecer e muito, muito mais.

Após termos criado a nossa personagem, e isto implica escolher a raça e visual (cabelo, barba, tatuagens, entre muitas outras coisas), somos despejados na imensidão de Skyrim como um "zé ninguém". Somos apenas um dos habitantes que está prestes a ser executado pelo Império. Coincidência ou não, exatamente no mesmo momento em que o carrasco vai cortar a nossa cabeça, um dragão sobrevoa pelo local destruindo tudo no seu caminho.

É assim que a aventura começa. Percebemos de imediato que os dragões desempenham um papel importante e que a nossa personagem está de alguma forma relacionada com o seu regresso. Pelo meio, existem outros acontecimentos que dão forma às side-quests. Os nórdicos querem expulsar o Império do seu território e acabar com o seu domínio, os feiticeiros estão a fazer uma escavação onde encontram um objeto misterioso, e para além destas, existem muitas outras quests ligadas às várias fações de Skyrim.

Se não quiserem cingirem-se à estória principal, há uma quantidade inimaginável de coisas para fazer. A estória principal demora cerca de 20 horas para completar (isto em linha reta), mas é um desperdício total jogar Skyrim e ficarem-se apenas por aí. Explorar o mundo é uma das melhores sensações e traz também recompensas. Dentro das grutas e masmorras, há mistérios para descobrir, itens raros e desafios a ultrapassar.

Mais sobre The Elder Scrolls V: Skyrim

Este mundo criado pela Bethesda é na sua grande maioria um local inóspito. O terreno é bastante acidentado, com montanhas enormes espalhadas pelo mapa, e a neve/gelo é um dos elementos abundantes. No meio disto, estão monumentos enormes feitos em pedra que nos fazem curvar perante a sua grandiosidade. Mas nem tudo é grande em Skyrim, havendo também pequenas aldeias para descobrir.

Todo os elementos de Skyrim juntam-se para criar algo épico no completo sentido da palavra. No ar está sempre presente essa sensação, sentimos que estamos a fazer parte de um conto inacreditável e que ficará marcado para sempre. Tudo isto culmina nos confrontos contra os dragões. Estas criaturas míticas surgem dos céus gritando de tal forma que até ficamos arrepiados e sobrevoam sobre nós cuspindo fogo. Estes confrontos, que prolonga-se durante minutos a fio, culminam connosco a absorver a alma do dragão.

Comentários (102)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!