Eurogamer.pt

Fuga dados custará $24 mil milhões à Sony?

Empresa de pesquisa sugere esse valor.

A Ponemon Institute, empresa de pesquisa de dados de segurança, estimou que o custo total da investigação por parte da Sony sobre a violação da PSN poderá custar à companhia nipónica mais de 24 mil milhões de dólares.

Em declarações à Forbes, a empresa de pesquisa disse que os custos associados a investigar um ato criminoso, ou malicioso, a uma só companhia andam à volta dos 318 dólares, usando os valores de 2010.

Depois de incluirmos as 77 milhões de contas registadas na PSN, esse total poderá ir acima da marca dos 24 mil milhões de dólares.

De acordo com os dados da Sony, os utilizadores da PSN são oriundos de 59 países, onde 36 milhões deles estão nos Estados Unidos e América do Sul. A Europa tem mais de 32 milhões de contas registadas, e a Ásia conta com 9 milhões, onde a maioria é proveniente do Japão.

"Esta é simplesmente uma das piores violações que vimos em vários anos," acrescentou Josh Shaul, chefe de tecnologia na Application Security Inc., que acredita que a Sony ainda não sabe quais os ficheiros visados.

A Sony admitiu que existe a possibilidade de que o histórico de compras e a informação sobre os cartões de crédito possam ter sido roubados, mas que o roubo dos códigos dos três dígitos de segurança dos cartões de crédito não podem ser recolhidos através da PSN.

"Eles afirmaram que estão preocupados com isso, o que é provavelmente uma forte indicação de que tudo foi roubado," acrescentou Shaul.

Publicidade

Comentários (89)

Os comentários estão agora fechados. Obrigado pela tua contribuição!