Digital Foundry - Actualização Xbox One X de The Witcher 3 cumpre em pleno

Teste à performance e modo 4K.

por Thomas Morgan. Publicado 22 Dezembro 2017

A actualização Xbox One X de The Witcher 3 deu-nos mais do que esperávamos. Foram adicionadas duas novas opções: um modo 4K focado em nativa 3840x2160 a 30 fotogramas por segundo, com conversão dinâmica de resolução para assegurar um gameplay consistente. A real surpresa é o modo performance que dá prioridade aos 60fps, mas numa resolução inferior. No papel, esta versão é a definitiva, mas como e compara a versão Xbox One X com a PlayStation 4 Pro?

O modo 4K é ambicioso, tendo em conta que a Xbox One normal corre o jogo a 1600x900. Na X, temos um grande salto na resolução e mesmo bloqueada a 30fps, o motor é capaz de chegar a 3840x2160 nas áreas menos exigentes. Olha para o céu, passeia pelos interiores ou explorar cenários menos intensivos para a GPU e o jogo nunca teve um aspecto tão nítido. No entanto, a resolução desce nas áreas mais intensas. Galopar por Crookback Bog - uma área conhecida por afectar a performance - força a imagem a descer para 3200x1800.

Publicidade

A carregar...

O resultado é impressionante na mesma. Apesar de poder descer mais do que isso (existe um enorme mundo aberto com vários testes possíveis de realizar), uma média entre 1800p a 2160p fica dentro do limite perceptual de um resultado soberbo num ecrã 4K. A PS4 Pro usa checkerboard para a sua imagem 4K. Lado a lado com a imagem nativa da X, a técnica checkerboard é na mesma brilhante e o único senão é um ligeiro pontilhado em arestas em movimento, algo que o motion blur ajuda a esconder.

Outro ponto curioso na abordagem da Pro é a aparente falta de anti-aliasing pós-processamento, significando que a cobertura nos contornos das árvores frequentemente não é abordada. Comparado com a X, que adiciona uma passagem extra a estes elementos conseguindo um fotograma mais limpo, coloca a consola da Microsoft na liderança em termos de qualidade de imagem, mas tanto donos da Pro como da X obtêm grandes resultados em ecrãs UHD, existe super-sampling para ecrãs 1080p.

Mas esta actualização faz mais. A CD Projekt RED fala em adicionais melhorias visuais no modo 4K. Isto inclui oclusão ambiental, sombras e texturas melhoradas, ficando a par das definições da Pro. No entanto, a X usa uma definição de qualidade superior para as sombras, conseguindo contornos mais visíveis em sombras distantes. Com a excepção da checkerboard, o conjunto de funcionalidades visuais é basicamente o mesmo entre as duas, mas a X ganha vantagem nas sombras.

Publicidade

A carregar...

Em termos de gameplay, a X alcança um novo patamar na performance. No modo 4K, os pontos mais exigentes como Crookbag Bog e Heatherton correm a perfeitos 30fps na X. É difícil encontrar quedas mesmo em locais ricos em detalhe como Novigrad, demonstrando que existe muita margem de manobra na consola. Tendo em conta os 25fps prolongados na Pro em Crookbag, é uma surpresa ver a rival a vencer na performance também. O modo 4K na X consegue a experiência mais fluída e de melhor aspecto em The Witcher 3, fora do PC.

O modo performance na X é um sucesso menos óbvio, mas vale a pena. A ideia é simples: baixar a resolução e tentar chegar a 60fps. Em termos de definições visuais, a qualidade do filtro de filtro de texturas desce, tal como as sombras - mas de resto, ambos os modos são iguais em termos de qualidade dos assets, distância de visão e efeitos. A grande diferença é a resolução.

Xbox One X 4K Mode
Xbox One X Performance Mode
PlayStation 4 Pro
Xbox One X 4K Mode
Xbox One X Performance Mode
PlayStation 4 Pro
Xbox One X 4K Mode
Xbox One X Performance Mode
PlayStation 4 Pro
Xbox One X 4K Mode
Xbox One X Performance Mode
PlayStation 4 Pro
Xbox One X 4K Mode
Xbox One X Performance Mode
PlayStation 4 Pro
Xbox One X 4K Mode
Xbox One X Performance Mode
PlayStation 4 Pro

Este modo performance corre a 1920x1080 no mínimo, mas pode ir até 2368x1332 e até superior. Esse número geralmente fica mais perto do lado superior, mesmo em Novigrad, mas o impacto na nitidez é fácil de ver quando passas do modo 4K. Em termos visuais, poderá ser mais indicado para quem joga num ecrã 1080p: tens uma imagem super-sample, mas de resto é a resolução de um ecrã full HD.

Claro que o interesse é a acção a 60fps e os resultados são demasiado variáveis para justificar o impacto na imagem. Desbloquear o rácio de fotogramas revela todo o esforço que o motor causa à X, destacando os limites da CPU. Seja nos 35-50fps em Novigrad ou os 50-60fps em Crookback Bog, não é o mais indicado para a consola. A opção de jogar alguns segmentos a 60fps é muito boa e em alguns pontos chega lá. Enfrentar o Griffin por exemplo, é uma experiência fluída, com apenas algumas quedas. Vamos efectuar mais testes no ano novo.

O modo performance poderá ser um teste - com tanto de bom como de mau. Recomendamos o modo 4K para consistência geral. Mas a oferta do modo performance é interessante e esperamos que chegue à Pro numa futura actualização (onde será implementado o suporte HDR). Poderá ser fascinante, nem que seja para ver a performance na Pro com o rácio de fotogramas desbloqueado. Desbloquear o rácio de fotogramas e permitir uma resolução dinâmica poderá ser fascinante para testar este jogo numa futura Xbox.

Os resultados 4K são impressionantes, o suporte HDR e o modo performance, tornam esta actualização numa grande prenda para os fãs de um dos jogos mais adorados desta geração. Há muito que aguardávamos pela actualização e excedeu as expectativas. A 4K dinâmica e funcionalidades visuais superiores elevam-no acima dos padrões da Pro - mas fazê-lo sem comprometer a performance merece elogios. A Xbox One X oferece agora a melhor versão de The Witcher 3 numa consola.

Comentários (19) Lê o artigo em Eurogamer.pt

Loading…

Conteúdos relacionados